Cléo de Mérode, nascida Cléopatra Diane de Mérode em 1875, não foi apenas uma bailarina francesa da belle époque. Foi também a primeira it girl do século XX. Imortalizada por grandes nomes das artes, como Henri de Toulouse-Lautrec, Félix Nadar, Edgar Degas, Alexandre Falguière e Marcel Proust, é, ainda hoje, uma figura envolta numa densa aura de mistério. Foi também dessa maneira que Laurent & Laurence, a dupla de criativos por detrás do Le Narcisse Blanc Hôtel & Spa, a retrataram.

A reinterpretação contemporânea da glamorosa dançarina pode mesmo ser vista numa das paredes que decoram esta luxuosa unidade hoteleira, localizada no Boulevard de la Tour-Maubourg, em plena Rive Gauche, num dos bairros mais sedutores e cosmopolitas de Paris, capital de França. A mulher por quem o rei belga Leopoldo II se enamorou aos 61 anos, tinha ela 22, está contudo longe de ser a única fonte de inspiração deste hotel.

O nome deve-o ao compositor Reynaldo Hahn, amigo de Cléo de Mérode, que gostava de usar a expressão «pequeno e belo narciso» para a definir. O edifício onde está localizado personifica também o génio de Georges-Eugène Haussmann, o barão escolhido pelo imperador Napoleão Bonaparte para desenvolver um ambicioso programa de renovação urbana do qual resultaram novas e extravagantes avenidas, praças, parques e edificações.

Arte nova e art deco com um toque arabesco

Inaugurado em meados de 2016, Le Narcisse Blanc Hôtel & Spa, uma requintada e exclusiva unidade hoteleira de cinco estrelas, é um projeto de Laurent Bardet e Laurence Jean, a dupla Laurent & Laurence, como se autointitulam. Os proprietários do espaço foram também os designers de serviço, trabalhando em parceria com a dupla de decoradores de interiores T&T, constituída por Thierry Martin e Thibaut Fron.

Na hora de o conceber, imaginaram-no confortável e sedutor, como Cléo de Mérode, repleto de tecidos finos. Nas paredes, nas roupas de cama e de casa de banho e nos tapetes, além de veludos claros, há cetim, seda e tweed. Nas cores, predominam o branco, o pérola, o bege, o cinzento areia, o champanhe e o cinza, ocasionalmente intercalados com apontamentos de cor de rosa. É assim nas 37 habitações, elegantes e espaçosas, entre as quais sete suites.

Algumas delas estão dotadas de lareiras para as noites frias. Outras integram terraços privativos com vista para a Torre Eiffel, para Les Invalides ou para os sedutores telhados de Paris, um luxo raro e um privilegio de que nem todos se podem gabar. No interior dos quartos, o mobiliário é de um classicismo contemporâneo, aliando peças revivalistas e urbanas pormenores de arte nova, de arte moderna e de art deco com um toque arabesco.

A flor mais chique de Paris

Veja na página seguinte: A piscina subterrânea que nos dá vontade de mergulhar

A piscina subterrânea que nos dá vontade de mergulhar

Distintivo e carismático, Le Narcisse Blanc Hôtel & Spa é uma unidade hoteleira que está sempre pronta para nos seduzir, como constatámos quando lá pernoitámos. Basta estarmos atentos aos pormenores! Além da parede da receção, os narcisos que lhe dão nome estão presentes em muitos dos quadros pendurados no interior das habitações, em gigantes pérolas transparentes e em suaves pinturas murais em tons de dourado junto às camas.

Igualmente surpreendente e uma descoberta totalmente inesperada é a piscina do spa do hotel. Uma piscina urbana de 13 metros localizada num piso subterrâneo, iluminada em tons de azul. Com jatos de hidroterapia e rodeada de imponentes espaços de descanso e lazer é o local perfeito para uma pausa depois de um extenuante dia de visitas pela cidade das luzes e do romance, como muitos a descrevem.

É também aqui, num ambiente tranquilo e acolhedor, que pode descansar enquanto aguarda para fazer uma massagem de relaxamento ou um tratamento estético com produtos da reputada e luxuosa marca Carita. Além da piscina e dos gabinetes privativos, o spa, também ele idealizado pela dupla Laurent & Laurence, integra ainda um jacuzzi, uma sauna, um banho turco, uma fonte de gelo e um centro de fitness.

Restaurante com motorista e cozinha exótica

A sofisticação do Le Narcisse Blanc Hôtel & Spa estende-se também ao seu restaurante. O Cléo dispõe mesmo de um serviço de motorista. Para além da sala principal, com acesso a um pequeno terraço decorado com plantas, o espaço gerido por Mickael Fontanini em parceria com o chef executivo Zachary Gaviller, majestosamente decorado, integra várias salas privativas, sobretudo requisitadas para almoços e jantares de negócios.

Os pratos que chegam às mesas materializam uma cozinha «saborosa e insólita, composta única e exclusivamente por produtos biológicos, rigorosamente selecionados», como o seu principal criador a descreve. A lista de vinhos e champanhes, composta apenas por marcas francesas, foi elaborada por Olivier Poussier, eleito melhor sommelier do mundo no ano 2000. Os preços das garrafas oscilam entre os 19 € e os 145 €.

Paris não é uma cidade barata, muito pelo contrário. E o Le Narcisse Blanc Hôtel & Spa, não sendo dos hotéis de cinco estrelas mais caros, também não é acessível a qualquer bolsa. Os quartos, com áreas entre os 20 e os 32 metros quadrados, podem ser reservados a partir de 300 €. As suites, com dimensões entre os 35 e os 41 metros quadrados, estão disponíveis a partir de 550 €. O preço a pagar para usufruir de uma vida de luxo como a de Cléo de Mérode.

A flor mais chique de Paris

Texto: Luis Batista Gonçalves com Christophe Bielsa (fotografias)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.