As praias da Costa da Caparica vão fechar à vez cinco dias durante o mês de Agosto, avança hoje o Diário de Notícias. O motivo é a necessidade de repor os níveis de areia.

Segundo a Junta de Freguesia da Caparica, a reposição só podia ser feita nesta altura do ano, já que o bombeamento de areia para terra exige uma ondulação abaixo dos dois metros.

A intervenção estava prevista para maio, mas foi atrasada pela falta de visto do Tribunal de Contas.

Está previsto que comecem por fechar a banhos as praias da Saúde e Nova, seguindo-se-lhes o areal do Tarquínio-Paraíso, entre 19 e 24 de Agosto.

Prevê-se que o processo se prolongue entre 30 a 45 dias.

Orçamentada em 6,3 milhões de euros, parte dos quais suportados por fundos comunitários, a operação está a ser contestada pela por comerciantes que se insurgem contra este calendário.

A Associação Apoios de Praia Frente Urbana da Costa da Caparica, representada por Acácio Bernardo, salientou à TSF que as obras "vão causar muitos transtornos".

"É a altura em que fazemos mais dinheiro. Esta é uma época sazonal, e vai ser muito duro ter de montar e desmontar as coisas - chapéus, espreguiçadeiras... -, até porque pagamos licença para tal. Como é que vamos ser recompensados?", aponta.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.