Funchal, capital da Madeira, foi a escala inaugural do MSC Seaside, o segundo navio de próxima geração inaugurado pela MSC Cruzeiros, a maior companhia de cruzeiros da Europa, em 2017. Desenvolvida especificamente para navegar em locais quentes, a luxuosa embarcação, com 2.067 camarotes e capacidade para 5.119 passageiros e 1.413 tripulantes, estará a realizar a sua primeira temporada operacional nas Caraíbas.

Depois da cerimónia de entrega, que decorreu a 29 de novembro em Monfalcone, em Itália, o MSC Seaside, considerado pelo site de cruzeiros Cruise Critic o melhor novo navio de 2017, foi inaugurado no dia seguinte em Trieste, antes de se fazer ao mar, rumo a Miami, na Flórida, nos Estados Unidos da América, onde chegará nos próximos dias. Depois da viagem inaugural, passará a fazer cruzeiros de 14 noites.

A rota que está a ser comercializada inclui paragens em Ocho Rios na Jamaica e em George Town, capital de Grande Caimão, a maior das três Ilhas Caimão, antes de Cozumel e da Costa Maya no México e de Philipsburg, capital das Antilhas Holandesas, localizada na ilha de Saint Maarten. San Juan em Porto Rico e Nassau, capital das Bahamas, completam o circuito, uma das apostas da MSC Cruzeiros para 2018.

Há um novo navio de cruzeiros a navegar pelos oceanos e já passou por Portugal

Com mais espaço exterior do que os outros navios da empresa, o MSC Seaside, uma das seis novas embarcações a entrar em operação entre 2017 e 2020, é «o primeiro de um protótipo completamente novo, criado para aproximar os viajantes ao mar como nunca antes», informa o guia completo do navio. Com 323 metros de comprimento e 72 metros de altura, atinge uma velocidade máxima de 21,8 nós.

Além de seis piscinas, um spa balinês com 2.410 metros quadrados e dois camarotes equipados com equipamento de fitness da conceituada marca Technogym, o navio integra 34 bares e restaurantes, incluindo um espaço de restauração pan-asiático exclusivo criado pelo famoso chef Roy Yamaguchi, além de um teatro com 934 lugares sentados, de uma pista de bowling para duas equipas e de um cinema XD.

1.315 camarotes com varanda, 111 camarotes modelares flexíveis, 14 grand suites e 28 luxuosas suites com varanda e jacuzzi privativo, a par do espaço MSC Yacht Club, ocupam parte dos 18 andares do MSC Seaside, que conta ainda com lojas com 300 marcas de topo e 250 produtos MSC Cruzeiros exclusivos, quatro escorregas aquáticos e dois slides com 105 metros. «São os maiores no mar», garante a empresa.

O melhor novo navio de cruzeiros de 2017 fez a escala inaugural na Madeira

Duas passadeiras com chão em vidro, dois elevadores panorâmicos, um passeio marítimo ao ar livre e modernos espaços de diversão infantis são outros dos atrativos do MSC Seaside. «Tem muito mais luz do que os outros», regozija-se Seyide Saydam, a assistente turca que acompanhou um grupo de jornalistas portugueses que visitou a embarcação durante a escala inaugural, no passando domingo, no Funchal.

«É o segundo de doze novos navios de próxima geração que serão construídos nos próximos nove anos e permitirá à companhia duplicar a sua frota e praticamente triplicar o número de passageiros até 2026», informa a empresa. «Desafia os limites da tecnologia marítima (...) Vai certamente elevar o conceito de férias a bordo de um cruzeiro a um nível superior», acredita Eduardo Cabrita, diretor-geral da MSC Cruzeiros Portugal.

Texto: Luis Batista Gonçalves com Ivan Sarfatti/MSC Cruzeiros (fotografias)