“Durante seis dias, o IndieJúnior Allianz vai ocupar a cidade do Porto com um festival que vai ser alargado para 43 sessões de cinema e vamos ter o Cinema de Colo para a primeira experiência com bebés, com filmes sobre animais, e o cenário é no Pequeno Auditório do Rivoli”, anunciou hoje em conferência de imprensa Irina Raimundo, da organização do certame.

Destinada a crianças com menos de três anos, a primeira sessão do Cinema de Colo é no sábado, dia 02 de fevereiro, pelas 10:30, repete às 11:15 e às 12:00, e no domingo nos mesmos horários. As entradas são gratuitas mediante levantamento de bilhete no local e no próprio dia da sessão.

"Secção não competitiva constituída por sessões com uma duração máxima de 25 minutos, compostas pela projeção de vários filmes curtos em ambiente imersivo e confortável, todos sobre os amigos preferidos dos bebés - os animais", pode ler-se no programa do festival.

O reforço financeiro da Câmara Municipal do Porto para cinco mil euros permitiu alargar o número de sessões no IndieJúnior, que cresceu para as 43 sessões e que este ano tem como tema “O Lugar”.

Os filmes regressam ao Teatro Rivoli e à Biblioteca Municipal Almeida Garrett e alargam-se pela primeira vez à Casa das Artes, em colaboração com o Cineclube do Porto, e à Reitoria da Universidade do Porto. Já depois do festival, nos dias 15 e 16 de fevereiro, o IndieJúnior apresenta ainda um “filme-concerto” em parceria com a Casa da Música.

Entre as longas-metragens que vão ser exibidas no certame e que vão estar em competição, a organização deu destaque a “No meu quarto”, um documentário de 70 minutos para maiores de 15 anos, de Ayele Albenda, que aborda “a atualidade dos ‘youtubers’, mostrando ao longo de quatro anos a vida de seis adolescentes que decidem mostrar ao mundo como é viver na sua pele”, conta Irina Raimundo.

“Mary e a Flor da feiticeira”, uma animação japonesa de 103 minutos para maiores de oito anos, de Hiromassa Yonebayashi, um antigo colaborador de Miyazaki, vai ser exibida na Casa das Artes, no dia 02 de fevereiro, pelas 18:00, e é outro filme que mereceu hoje destaque na conferência de imprensa.

Na competição das longas-metragens foi ainda dado destaque a “Ilha do Tesouro”, um filme para maiores de 10 anos, do realizador Guillaume Brac, e cuja ação decorre num parque natural com praia fluvial.

A programação do IndieJúnior inclui sessões de curtas-metragens sobre o “herói no feminino”, com destaque da organização para “A Rua das Flores”, sobre a relação de amizade entre duas raparigas, ou a “Barriga de Mariana”, sobre a gravidez na adolescência.

O certame tem também previstas oficinas e atividades, conversas com os realizadores e uma cerimónia e festa de encerramento que tem lugar às 17:00 do dia 03 de fevereiro no Teatro Rivoli.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.