Quando se fala em decoração, atualmente parece que as pessoas se dividem entre dois grupos - as que gostam de espaços mais cheios e ornamentados e as que gostam de espaços mais vazios e clean. É interessante que o gosto e a tendência atual pelos crafts, sofisticados ou não, satisfaz o gosto de ambas.

O macramé, considerado uma arte de artesanato ancestral, é uma grande tendência decorativa e é utilizado para ornamentar diferentes espaços, quer com peças únicas e de grande escala que vivem bem dentro de ambientes mais despojados e onde ganham grande destaque, quer com peças mais pequenas que entram em decorações mais cheias e menos despojadas.

O trabalho de Rute Santos - ainda numa fase de crescimento inicial já que a artista largou recentemente a pintura a favor da prática desta arte - encarna a resposta a esta nova tendência e moda.

Iniciou o seu percurso artístico em pintura em 2001, tendo formação em Belas Artes pela SNBA - Sociedade Nacional Belas Artes. Comum  percurso expositivo nacional e internacional, sempre encontrou na pintura uma ânsia inexplicável de algo ainda por descobrir.

Em 2019 deparou-se com a arte têxtil e com um mundo de texturas e possibilidades criativas incríveis, resolvendo obter formação com diversos ateliers de artistas reconhecidos. Vendo a arte têxtil como uma área a explorar, procura integrar-se em comunidades online onde travou muitos contactos com artesãs, que ainda hoje partilham conhecimento.

Elegendo a versátil e apaixonante arte milenar do macramé - conhecido como “a arte dos nós” -, Rute Santos troca as tintas pelo fio de algodão nas suas criações. Desenhando os seus projetos, criou um portfólio repleto de peças têxteis cheias de geometria e textura e um estilo diferenciado a nível nacional.

O seu trabalho é apreciado por clientes particulares e profissionais no ramo da decoração de interiores que, numa linha mais contemporânea, querem dar personalidade e conforto às paredes com uma peça de arte têxtil.

Focada no percurso da Textil Art e no seu desenvolvimento artístico, Rute Santos pensa voltar a expor, a nível nacional e internacional, agora com arte têxtil.

Dica Portugal Faz Bem

E porque não aquecer o ambiente da casa recorrendo a elementos decorativos com origem em artes ancestrais, como o macramé? Muitas pessoas vivem com coisas indesejáveis e inúteis porque não sabem que destino lhes dar ou porque não têm coragem de se desfazerem delas. Ora ainda bem que as guardam, já que muitas voltam, ao fim de alguns anos, a ser moda novamente. Já dizia William Morris, defensor das Arts & Crafts, "Não tenhamos nada nas nossas casas que não consideremos útil ou que não julguemos belo".

Independentemente do estilo decorativo que escolher para a sua casa, são os pequenos pormenores que a tornam única. A personalização dos espaços é conseguida precisamente através destes pequenos detalhes e elementos que, por mais insignificantes que possam parecer, atribuem as suas características ao espaço a decorar.

Este toque especial pode ser trazido por exemplo por uma peça de macramé de forma subtil ou divertida, e causar um extraordinário impacto positivo. Não prescinda destes toques.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.