A calda bordalesa é preparada com sulfato de
cobre e óxido de cal (cal viva).

Além da sua eficácia face a bactérias e fungos como o míldio e a botritis, tem a virtude
de resistir à acção da chuva, protegendo duplamente as plantas.

A calda aplica-se molhando
bem as plantas de 15 em 15 dias.

A sua acção é mais eficaz quando aplicada assim que é produzida, já que duas ou três horas depois perde a capacidade de adesão e pode provocar estragos. Para que adira eficazmente à superfície das plantas, é essencial que seja bem preparada. Siga estes passos:

1. A não ser que
adquira o sulfato de
cobre em forma de
pó fino ou cristais,
mais fácil de dissolver,
a primeira tarefa
é dissolver o produto
num almofariz. São
necessárias 100 gramas
de sulfato de cobre
para 10 litros de água. Depois de picado, dissolva
num litro de água.

2. Misture 17 gramas de
cal com 0,8 litros de
água para formar
um líquido leitoso.
Este passo exige
precaução porque
a cal queima. Deixe
repousar até ficar
completamente fria.

3. Junte a solução
leitosa de cal ao recipiente
que contém a
solução de sulfato de
cobre. Faça-o lentamente e
usando um coador fino,
já que a cal pode
conter grãos de areia
que obstruem
o fumigador. Junte
oito litros de água na mistura e utilize a calda de
imediato.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.