Quando procuramos plantas para dar cor a um jardim, por vezes caímos no erro de olhar somente para os arbustos que dão flor. As coprosmas são um exemplo excelente de arbustos de folha persistente que, apesar de possuírem uma floração insignificante, conferem colorações e contrastes espetaculares a partir das suas folhas brilhantes e de cores vivas.

A coprosma repens é um pequeno arbusto cuja particularidade são as suas folhas grossas tão lustrosas que há quem as chame plantas espelho. O seu crescimento é muito lento não ultrapassando 1,5 metros de altura. A espécie coprosma repens é nativa da Nova Zelândia e possui dezenas de cultivares diferentes com as mais diversas colorações.

Há desde verdes claros, variegata, bronze, lima, vermelho ou chocolate, constituindo tons únicos e muito decorativos. A flor aparece no início do verão e é praticamente impercetível. Esta é uma planta notavelmente resistente, com uma capacidade de se adaptar a uma variedade de situações. Cresce bem em todo o tipo de solos mas prefere solos férteis e ricos em matéria orgânica.

Pode ser plantada em meia sombra mas a folhagem brilha mais em pleno sol. É uma espécie indicada para as zonas costeiras dado que tolera a salinidade e resiste a temperaturas até cinco graus negativos. Os efeitos mais espetaculares conseguem-se quando estão plantados em manchas num jardim, inclusive quando se misturam diferentes variedades.

Outras utilizações possíveis são a plantação em rock gardens ou a criar bordaduras e pequenas sebes. São também plantas fáceis de manter em vasos a decorar uma varanda. Veja também a galeria de imagens com 8 plantas de interior perfeitas para a decoração da sua casa.

Manutenção

Deve podar ligeiramente, uma vez por ano no inverno, para manter uma forma mais arredondada e evitar que crie ramos mais lenhosos e desordenados. Habitualmente não é vulnerável a ataques por pragas ou doenças. As fertilizações anuais vão garantir plantas mais densas e brilhantes.

Características
Nome científico: Coprosma repens
Nome vulgar: Coprosma
Plantação: Sol ou meia sombra
Crescimento: Muito Lento

Utilização

Os efeitos mais espectaculares conseguem-se quando estão plantados em manchas num jardim mas também são fáceis de manter em vasos a decorar uma varanda. Esta espécie botânica tem a particularidade de apresentar folhas muito brilhantes e coloridas. Os tons são muito variados e podem ser verde-claro, variegata, bronze, vermelho ou chocolate.

Texto: Tiago Veloso (engenheiro florestal)

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.