O meu terraço, que podem ver na imagem, tem sete metros quadrados e é um  espaço utilizado diariamente por todos nós lá em casa. O outono é uma excelente época para pensar na transformação, permite-lhe preparar tudo com calma, fazer os investimentos diluídos no tempo, ir cultivando para ter um jardim frondoso na primavera. Mas, se não tiver oportunidade nem disponibilidade agora, uma vez que ainda exige algum trabalho e investimento, pode fazê-lo em qualquer altura.

Pode optar por comprar as peças mais caras de decoração e/ou mobiliário nos finais das estações quando normalmente há grandes promoções. Deixe os pequenos pormenores de decoração e plantação para as novidades de primavera que surgem em todas as lojas do setor. Estas são algumas das preocupações a ter:

- Faça uma avaliação

É importante perceber as condições do seu espaço. Além de o medir e de fazer um pequeno esquema em papel, deve ter noção das horas de sol que tem por dia, quais as zonas mais expostas ao vento e em que altura do dia e do ano.

- Defina o que pretende

Definir que utilização pretende dar ao seu espaço é o passo seguinte. Antes de tentar perceber se cabem todas as utilizações da área de que dispõe, é fundamental definir para o que é que a quer usar. Quer usar a varanda para fazer refeições, para criar um espaço de leitura, para as crianças brincarem, para estender roupa ou apenas para apanhar sol?

- Estabeleça uma meta orçamental

Defina um budget. Hoje em dia, o acesso às lojas online permite-nos ir aferindo os valores dos materiais, do mobiliário, das peças de decoração e das plantas que escolhemos. Antes de ir às compras, faça uma lista como se fosse ao supermercado e não se deixe tentar por promoções de última hora, principalmente no caso das plantas que são, normalmente, plantas de final de estação, sendo por isso um mau investimento.

- Pense nas suas escolhas

No momento de definir materiais, mobiliário e decoração, por vezes menos é mais. Não comece de forma muito ambiciosa pois pode não conseguir concretizar o que pretende e o resultado final não ser o melhor. Primeiro, escolha o pavimento se não gostar do que tem. Pode optar por um deck de madeira, compósito ou plástico, relva sintética e tapetes de exterior.

Estas são soluções que não implicam obras e que mudam completamente a imagem do seu espaço. Opte também por peças de mobiliário práticas, versáteis, resistentes ao exterior e bonitas, dentro do estilo de decoração que pretende.

Os essenciais de Teresa Chambel

Estes são os elementos que Teresa Chambel, diretora da revista Jardins, bloguer e arquiteta paisagista, sugere:

- Mesa e cadeiras ou bancos, estante de arrumação/plantação, cadeirões e/ou pufes ou espreguiçadeiras se tiver espaço de sobra.

- Termine com algumas peças de decoração que fazem toda a diferença, como é o caso de mesas de apoio, tamboretes, almofadas, lanternas, velas, quadros ou até um espelho, entre outras.

- Se a varanda é pequena utilize o espaço na vertical, floreiras verticais, cestos suspensos, estruturas de pendurar na parede, floreiras em andares, floreiras de pendurar nas janelas e/ou no varão das varandas.

- Uma mesa e duas cadeiras podem ser o suficiente para o espaço ficar agradável, os cestos suspensos são uma excelente forma de ter flores de época. Cadeirões ou pufes são uma mais valia quando o espaço e o budget o permitem.

O mais importante no momento de avançar

Para mim, não faz grande sentido ter uma varanda ou um terraço e não cultivar, esta é a grande mais valia de um espaço exterior, termos um jardim mesmo na envolvente mais urbana. Passa a ser um local de paragem, de reencontro com os rituais simples da natureza.

O mundo das plantas é vasto e complexo por isso aconselho para jardineiros de primeira viagem começarem por plantas simples, resistentes e bem adaptadas às suas condições. Mas mais importante do que tudo é começar por plantas de que gostamos e que nos são úteis.

Crie um pequeno jardim de aromas

Basta uma estante, alguns vasos, um bom substrato e sementes e pode começar o seu jardim de aromáticas. Para começar, aconselho salsa, coentros, manjericão, hortelã (que deve estar sempre sozinha num vaso) e cebolinho. Todas fáceis de propagar. Os coentros são, contudo, os mais sensíveis, pelo que convém semeá-los todos os meses para ter sempre.

Hortícolas fáceis para ter na varanda

Para quem quer começar a cultivar hortícolas aconselho algumas que motivam a continuar, rabanetes, couves (deve ter um vaso com pelo menos 50 cm de profundidade), alfaces, espinafres, tomate-cereja e rúcula. Pode semear todas estas plantas no outono, menos o tomate, que deverá deixar para mais tarde.

Catos e plantas suculentas

Para quem quer ter muito poucos cuidados de manutenção, as plantas suculentas e os catos são a melhor solução. Precisam apenas de ser plantadas num vaso ou floreira com uma boa drenagem e com um substrato adequado. Na primavera e no verão, devem ser fertilizadas mensalmente com um adubo próprio. Pode optar-se por fazer uma floreira combinada com várias plantas diferentes.

Plantas topiadas

As plantas topiadas (talhadas/podadas) de determinada forma apenas para fins estéticos, têm a grande vantagem de conseguirmos ter plantas maiores em espaços mais pequenos, além disso o espaço fica sempre arrumado e organizado. É uma boa opção para quem quer ter uma árvore, um citrino por exemplo.

Também é uma boa opção para quem quer um arbusto maior como o buxo, o folhado e o ligustro, entre outras. Deve comprar-se já com a forma com que se pretende e ir mantendo. Plante num vaso com dimensão adequada, fertilize pelo menos duas vezes por ano e deve podar mensalmente.

Flores todo o ano

Para ter flores todo o ano aconselho floreiras de varanda ou cestos suspensos. São as melhores soluções, práticas, baratas e versáteis. Pode optar por ter flores perenes (cujo ciclo de vida é maior ou igual a três anos, é o caso das verbenas que tenho nas minhas floreiras) mas podem ser sardinheiras, alegrias-do-lar e/ou lantanas.

Pode também optar por ter flores de época (amores-perfeitos, ásteres e prímulas, por exemplo) para as estações de outono/inverno. É interessante marcar sempre a estação em que estamos com um apontamento da época.

Texto: Teresa Chambel

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.