Dê mais sabor à sua vida e aos seus cozinhados, semeando as suas ervas aromáticas favoritas em casa. Para além de luvas de jardinagem, que convém que calce, necessita de um pequeno regador, de um pequeno ancinho, de um pulverizador, de substrato adequado às plantações e às sementeiras que vai fazer, de vários vasos pequenos, de fertilizante próprio, de argila expandida e de uma manta de geotêxtil. Em alternativa, pode recorrer aos filtros de café das máquinas elétricas.

Vai ainda precisar de sementes e de etiquetas para as diferenciar e de tabuleiros para germinação ou de caixas de ovos ou de fruta, caso tenha algumas que pretenda reaproveitar. Escolha as variedades que mais gostar, arregace as mangas e ponha as mãos à obra. Os procedimentos, para além de simples e fáceis, como pode comprovar de seguida, são sempre os mesmos. As mais fáceis de cultivar são o manjericão, a salsa e a hortelã, mas pode optar por outras.

Os passos a seguir

1. Comece por colocar o substrato para as ervas aromáticas nos tabuleiros de germinação ou nas caixas de ovos ou de fruta que decidiu utilizar.

2. Semeie apenas três ou quatro sementes por cuvete. Ao fazê-lo, tenha o cuidado de as enterrar pouco. As sementes devem ficar cobertas mas não muito afundadas.

3. Regue-as, seguidamente, com o auxílio de um pulverizador, tendo o cuidado de não encharcar a terra.

4. Disponha os recipientes, de seguida, numa zona com luz mas sem incidência de sol direto. Depois, é só aguardar. Num prazo de duas a três semanas, as sementes que plantou começarão a germinar.

Os cuidados de manutenção a ter

As sementeiras destas plantas devem ser regadas diariamente com o auxílio de um pulverizador, tendo o cuidado de não ensopar a terra em demasia. As aromáticas gostam de zonas de sol, pelo que deve eleger localizações que lhes permitam beneficiar da luminosidade e do calor. Deve, no entanto, regá-las sempre que o substrato está seco. Quando as ervas aromáticas que semeou tiverem folhas definitivas, pode colocá-las numa zona com sol direto.

E, quando as plantas tiverem cinco ou seis folhas definitivas e entre 8 a 10 centímetros de altura, devem ser transplantadas para um vaso maior, para uma floreira ou até mesmo para um canteiro, se tiver essa possibilidade. Tendo mais terreno para se desenvolver, tenderão a reproduzir-se em maiores quantidades. Se as plantar num vaso ou numa floreira, como muitas vezes sucede, faça uma camada drenante com argila expandida e geotêxtil.

As sementeiras de plantas aromáticas anuais, como é o caso da salsa e do manjericão, devem ser feitas, pelo menos, de dois em dois meses para que possa ter sempre ervas frescas e saborosas prontas a consumir. Se não as consumir de imediato, deve podá-las com regularidade, para que não deem flor nem semente e, dessa forma, durem mais. Em alternativa, pode apanhá-las, passá-las por água, picá-las e congelá-las, para ir usando à medida que vai precisando.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.