Os Asanas são as posturas psicofísicas do Yoga e, tal como indica a citação de Patanjali, deverão ser executadas com suavidade e permanência. As posturas de Yoga devem ser realizadas com consciência e concentração na respiração profunda e ritmada, que é mais importante que a força ou o grau de elasticidade do praticante. O espírito competitivo não entra numa aula de Yoga, forçar o corpo além dos seus limites naturais com movimentos bruscos e descontrolados são o oposto do que se pretende.

No Yoga, o corpo é visto como o veículo da nossa consciência ou Self. Se o corpo estiver debilitado ou doente será difícil transcender para um nível de consciência mais elevado e alcançar a proposta de autoaperfeiçoamento. Para que possamos ter um corpo saudável todos os órgãos terão de funcionar perfeitamente sob o controle inteligente da mente. Para isso as posturas do Yoga trabalham não só os músculos mas também os órgãos internos, nervos e glândulas, tendo particular enfoque na coluna vertebral, uma vez que aí estão situados os plexos nervosos que comunicam com todos os sistemas do nosso corpo.

Na tradição de Yoga Sivananda, existem doze posturas básicas, selecionadas pelos benefícios, quer físicos quer mentais, que proporcionam ao praticante. Essas posturas, por sua vez, desdobram-se em múltiplas variantes que permitirão ao praticante evoluir de um nível principiante até ao avançado.

Veja a continuação do artigo na página seguinte

O Swami Vishnu-Devananda estruturou a prática dos Asanas numa ordem específica para que possamos retirar o máximo benefício dos mesmos. A parte física de uma aula de Yoga inicia-se com a sequência dinâmica da Saudação ao Sol, que estimula a circulação sanguínea e prepara o nosso corpo para os Asanas. Iniciamos com as posturas invertidas estimulando a irrigação sanguínea da parte superior do corpo. De seguida, temos posturas de alongamento e contracção dos diversos grupos musculares. No final da aula teremos exercícios mais intensos como musculares, em equilíbrio, e latero-flexões, em que os músculos dos flancos são simultaneamente alongados e contraídos. O relaxamento antes, durante e após a prática de Asanas é essencial, conferindo uma dinâmica de estímulo/relaxamento que tonificará o sistema nervoso parassimpático responsável pelo mecanismo “repouso e regeneração”, o que faz do Yoga um autêntico antídoto para o stress.

A vida sedentária e uma alimentação pobre, são os principais responsáveis pela saúde débil de grande parte da população. É caso para dizer: pratique yoga pela sua saúde!

 


Telem: 96 183 90 90
http://www.sivananda.pt

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.