Na verdade, diferentemente das previsões da OCDE Portugal já teve a sua pior fase em 2008 e que se prolongou até à atualidade. Por isso, Portugal está a renascer e para sair das cinzas deverá emergir com uma nova força, deixando para trás tudo o que está mal e errado.

Do mapa astral resulta que o mês de maior dificuldade para o País será outubro, porque será o encerramento da quadratura de Saturno a Marte. Embora não se apresente uma previsão exata, eventualmente em consequência da dificuldade existente no cumprimento de acordos, por falta de liquidez financeira, podemos dizer que durante o resto do ano existem aspetos astrológicos de proteção que irão abrir portas a um avanço financeiro para o nosso País. Assim revela o próprio mapa astral do Primeiro-Ministro, Pedro Passos Coelho, que lhe antecipa um bom ano, excetuando o mês de outubro. Trata-se de um indicador de que não deverão existir mais aumentos de impostos.

Veja na próxima página a continuação do artigo..

Todavia assistir-se-á a mais falências de algumas empresas e um aumento da taxa de desemprego. Pelas análises astrológicas esta triste realidade manter-se-á até setembro de 2015. Após esta data teremos um alívio das dificuldades e um renascimento do País, em virtude da atuação de Saturno que entrará em Sagitário, signo da fé, de novas filosofias de vida e da sorte. Por conseguinte haverá maior expansão de mentalidades e, por inerência, uma renovação de valores.

As manifestações, os protestos e atos de pequena criminalidade estão para durar, uma vez que, desde 2008 (como foi anteriormente referido) – o ano em que Plutão entrou na constelação de Capricórnio- as estruturas mundiais têm sido constantemente ameaçadas. Por essa razão, prevê-se que os portugueses e outros povos continuem a revelar-se contra o sistema, exigindo mais justiça e igualdade social.

A grande asfixia em que nos encontramos levará a um exaspero das classes menos favorecidas e, consequentemente, a um aumento da criminalidade. Contudo, apesar de um clima de instabilidade política, não haverá eleições antecipadas. Por isso, o Governo não irá cair e suportará com zelo as grandes provações a que todos estamos sujeitos e que são de responsabilidade de governações anteriores. Daí que o anterior Primeiro-Ministro, José Sócrates não irá voltar às lides políticas, uma vez que o deus do submundo (Plutão) faz vir ao de cima tudo o que está escondido. Analisando o mapa astral do anterior Primeiro-Ministro podemos verificar que José Sócrates se encontra num ciclo de perdas, devido a uma tensão entre Neptuno e Plutão e a um ciclo de Saturno na casa 8, o que dita uma queda de poder e a possibilidade de viver situações traumáticas. Os meses de abril, julho, outubro e dezembro serão particularmente difíceis para José Sócrates.

Veja na próxima página a continuação do artigo..

No panorama europeu, Portugal tem razões para ser otimista. Não se prevê o regresso do escudo, muito menos a saída da União Europeia.

Numa visão estratégico-política mais do que astrológica sabemos que com o fim da moeda única e sem um mercado europeu, a Alemanha não teria como manter a sua economia sustentada durante a crise. Significa que não conseguiria ser competitiva em relação à China e aos Estados Unidos da América. Apesar da manutenção do eixo europeu, Portugal irá ultrapassar um período de grande asfixia e dificuldade para cumprir os acordos fixados, visto existir uma quadratura de Saturno à casa 2, que diz respeito às finanças. Assim, as duas figuras políticas de maior relevo na atualidade irão manter o seu protagonismo: Nicolas Sarkozy terá um bom ano e vencerá as eleições de 2012; Angela Merkel, por sua vez, terá responsabilidades acrescidas mas simultaneamente encontrará mais limitações e dificuldades. A chanceler alemã será surpreendida por situações de traição e embuste dos seus aliados políticos, com as quais não contava.

Veja na próxima página a continuação do artigo..

Os Portugueses irão conseguir atravessar esta fase difícil na História do nosso País mas não se podem esquecer que a vida é feita de períodos positivos e negativos. Tudo no Universo funciona por polaridades. Existe o dia e a noite. Pelo que, sempre que são bafejados por um ciclo positivo é porque o merecemos, da mesma maneira que, perante as adversidades, temos de ter uma atitude idêntica de aceitação e força.

A uma fase negativa como a que Portugal atravessa abrir-se-á uma janela para um período positivo, de luminosidade e harmonia.

Portugal, após Setembro de 2015, não será mais o mesmo: renascerá reforçado, mostrando-se com mais força, mais unido, estruturado e organizado.

As discrepâncias sociais que hoje assistimos passarão a ser menores e todos seremos beneficiados com todas estas transformações pelas quais estamos a passar.

É nos momentos de crise que o País tem oportunidade de se transformar e inovar para um País maduro, solidário e mais humano. Todos sairemos a ganhar.

Veja o vídeo com as previsões semanais de Cristina Candeias no Sapo Zen.

     Cristina Candeias

Astróloga desde 1996, é uma das caras mais conhecidas da astrologia nacional.

Consultas Presenciais no Porto, Lisboa e Lagos

Tlm: 96 455 33 53 - 91 696 54 53
E-mail: cristina.candeias2007@gmail.com
http://www.cristinacandeias.pt/

    Coordenação de Conteúdos:  Heloisa Miranda
email: sapozen@sapo.pt
Veja o programa SAPO Zen: zen.sapo.pt

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.