A União Europeia deu 'luz verde' para que até ao final de 2013 a maioria dos produtos têxteis do Paquistão esteja isento de taxas de entrada no mercado europeu.

O diploma foi aprovado com 342 votos a favor, 97 contra e 165 abstenções permitindo que 75 produtos paquistaneses, entre produtos têxteis e vestuário, tenham entrada direta na Europa.

Esta medida insere-se no âmbito da ajuda humanitária dos Vinte a um país que tem sido muito afetado pelas cheias, dando assim um empurrão ao seu crescimento económico.

De qualquer forma há uma cláusula que protege os produtores europeus que acabam por ser penalizados com estas importações de baixo custo: sempre que as mesmas ultrapassarem em 25% as importações em período homologo do ano passado, a Comissão aciona imediatamente uma tarifa.

A UE pode também suspender imediatamente a aplicação de preferências comerciais para o Paquistão se se provar uma violação dos direitos humanos naquele país.

O regulamento deixa claro que a suspensão de tarifas é uma medida "excecional" e não deve criar um precedente na política comercial da UE.

18 de setembro de 2012

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.