O primeiro álbum da nova formação dos Madredeus, com Pedro Ayres Magalhães e Carlos Maria Trindade, intitular-se-á “Essência” e será editado no dia 2 de abril, estando já previstos vários concertos em Portugal e no estrangeiro.

A informação foi dada à Lusa pela discográfica Sony Music que adiantou que o novo álbum “resulta da evolução histórica do Madredeus, de 25 anos de uma vida intensa, sobretudo em cima dos palcos”.

A seleção das canções é “uma amostra da nova vida dos Madredeus em palco”, afirma a Sony Music. "Ao Longe o Mar", "O Pomar das Laranjeiras", "Palpitação", "A Sombra", "A Confissão", "O Navio", "Coisas Pequenas" e "Adeus e Nem Voltei", entre outras, foram algumas das canções escolhidas para serem gravadas pelo novo formato da banda com novos arranjos musicais.

Além de Pedro Ayres Magalhães (guitarra clássica), fundador da banda e Carlos Maria Trindade (sintetizadores) que a integrou a partir de 1994, os novos Madredeus são ainda constituídos por Beatriz Nunes (voz), Jorge Varrecoso e António Figueiredo (violinos) e Luís Clode (violoncelo).

Pedro Ayres Magalhães sublinhou a “modernidade do repertório”, e referiu que “as palavras não perdem nada e a Beatriz [Nunes] respeita a mise en scène original das frases".

“Todas as músicas foram-se tornando peças da nossa nave", rematou o músico.

A Sony Music refere que estas canções são “peças diferentes que cumprem diferentes papéis nesse drama essencial que a música do Madredeus contem, entre o apelo universal, o âmago português, as melodias e o passo que cada tema exige”.

Em outubro passado em declarações à Lusa, Pedro Ayres Magalhães anunciou o regresso da banda depois do fim da formação Madredeus – A banda Cósmica.

Na ocasição, o músico disse que "os novos Madredeus retomarão as primeira canções da banda com novos arranjos, além de composições inéditas”, acrescentando que estavam prontas cerca de 30 canções novas.

Lançado o álbum a 02 de abril o grupo inicia uma digressão pelos palcos nacionais e estrangeiros no dia 14 no Centro Cultural e de Congressos. Dia 16 sobem ao palco do Barbican Centre, em Londres, dia 26 no Is Sanat em Istambul, este concerto já anunciado por Pedro Ayres Magalhães à Lusa em novembro.

Em maio voltam ao território nacional, com concertos agendados no dia 27 na Casa da Música, no Porto e dia 31 no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

Em junho atuam, nos dias 12 e 13 no Festival Rio Loco em Toulouse, no sudeste de França.

Outras datas já marcadas são em outubro, no dia 09 na Konzerthaus, em Viena, no dia 11 na Philharmonie na Cidade do Luxemburgo, no dia 14 no Glocke em Bremen, na Alemanha, dia 20 na Philharmonie de Colónia, Alemanha, dia 27 na Konzerthaus em Dortmund, Alemanha, e dia 30 no AVO Session, em Basileia, na Suíça.

No dia 01 de novembro refgressam a terras germânicas para atuar no | Prinzregententheater, em Munique.

Quanto à formação atual, António Figueiredo e Luís Clode integraram a Orquestra Sinfónica Portuguesa e o Lusitânia Ensemble, assim como Jorge Varrecoso, enquanto Beatriz Nunes tem formação clássica e estudou música nas áreas clássica e do jazz.

Os Madredeus regressam a 02 de abril com novo álbum e ainda na primeira quinzena deste mês começam o seu périplo pelos palcos.

 

16 de fevereiro de 2012

@Lusa

 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.