A Ikea Portugal prepara-se para lançar a segunda edição do Programa de Empregabilidade para Refugiados. Depois de ter dado início a esta iniciativa em abril de 2021, a empresa volta a reforçar o seu compromisso em contribuir ativamente para a integração de refugiados que chegam a Portugal, promovendo a sua empregabilidade e inclusão no mercado de trabalho.

A nível global, já apoiou 802 refugiados através deste programa em 22 países e estabeleceu uma parceria com a Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) num compromisso para melhorar a vida dos refugiados e de, até 2023, dar grandes passos na mudança de perceção das pessoas em relação aos refugiados em todo o mundo.

Em Portugal, o projeto realizado em parceria com o CPR (Conselho Português para os Refugiados) e o ACM (Alto Comissariado para as Migrações), com quem a Ikea colabora há vários anos, contou na primeira edição com a participação de 18 refugiados de diversos países, que aprenderam português, tiveram contato com diferentes áreas do negócio Ikea e a oportunidade de socializar numa nova dinâmica de trabalho. Sete dos participantes foram integrados na organização depois de finalizado o programa.

Em 2022 poderão ser integrados até 20 participantes no projeto, no qual todos têm um buddy e um orientador que os acompanham ao longo de todo o seu percurso. Além do desenvolvimento de competências profissionais, o Programa dá a conhecer a cultura portuguesa e proporciona o acesso a aulas de português para facilitar a integração linguística.

“Na IKEA estamos verdadeiramente empenhados em contribuir positivamente para desconstruir o preconceito relacionado com a condição de refugiado. Queremos apoiar a sua integração na comunidade e no mercado trabalho, seja na empresa ou em outras organizações. Para nós, as suas competências e perspetivas são fundamentais e a primeira edição do Programa de Empregabilidade para Refugiados comprovou isso mesmo: os participantes trouxeram-nos mais diversidade, novos pontos de vista e ajudaram-nos a compreender melhor as necessidades de mais clientes. Vamos continuar a fazer a nossa parte, em parceria com o CPR e o ACM, para contribuir para uma evolução positiva da sociedade e promover uma mudança positiva na vida destas pessoas” afirma Cláudio Valente, responsável de People&Culture da Ikea Portugal.

"O Programa de Empregabilidade para Refugiados é um exemplo de como as empresas podem apoiar a integração de população refugiada em Portugal, não só a partir de uma experiência no mercado de trabalho mas também a partir da possibilidade de aquisição da língua portuguesa que tão importante é para qualquer pessoa que chega a um novo país. Apoiar refugiados passa também pela integração no mercado de trabalho e foi isso que a Ikea Portugal proporcionou", afirma Vitor Sartoris, técnico de projeto do CPR.

“A parceria com o Programa de Empregabilidade para Refugiados da Ikea, em colaboração com o Conselho Português para os Refugiados (CPR), insere-se plenamente nesta lógica de atuação e mostrou-se fundamental para a promoção da inserção profissional de cidadãos Requerentes de Asilo e Proteção Internacional. Saudamos esta iniciativa que proporciona uma oportunidade de ingressar numa empresa líder, que promove um excelente ambiente de trabalho e é capaz de construir boas oportunidades de crescimento, a pessoas que enfrentam muitos desafios no processo de reinserção laboral.” revela Sónia Pereira, Alta-Comissária para as Migrações.

PODCAST ‘IGUALMENTE’ – “REFUGIADOS: MITOS E PRECONCEITOS NOS PAÍSES DE ACOLHIMENTO”

O podcast ‘Igualmente’, dedicado a Diversidade, Igualdade e Inclusão, já tem a sua segunda temporada no ar. O segundo episódio já foi lançado e traz para cima da mesa uma conversa sobre a desconstrução de preconceitos relativos a refugiados.

Alinhados com este grande objetivo de mudar a narrativa e contribuir para uma sociedade mais justa e igualitária, este episódio teve como convidados Sara Pimenta, responsável do Programa de Empregabilidade para Refugiados da Ikea Portugal, Marta Gonçalves, Jornalista do Expresso, Tânia Marques do Alto Comissariado para as Migrações e Abdourahamane Diaby da Associação de Refugiados de Portugal.

É possível ouvir este e outros episódios nas plataformas de streaming ou ver no Youtube.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.