A imagem estereotipada da mulher perfeita e da esposa dedicada das décadas de meados do século passado é-nos bastante familiar e transversal a todo o mundo. Diligente, boa dona de casa, cozinheira exímia e mãe esmerada, sempre com o intuito de fazer mais e melhor em prol do bem-estar do marido e filhos e tudo isso sempre com um sorriso no rosto. À época, era esse o conceito estético explorado nas campanhas publicitárias.

Foi inspirado nesses anúncios que o fotógrafo e editor de vídeo libanês Eli Rezkallah (re)criou uma série de fotografias humorísticas e sarcásticas à qual deu o nome de "In a parallel universe", "Num universo paralelo" em tradução literal. Nelas, inverteu os papéis de género, revelando o absurdo destes estereótipos. A ideia surgiu à mesa do jantar do último Dia de Ação de Graças do profissional da imagem libanês.

"Ouvi os meus tios a dizer que as mulheres são melhores a cozinhar, a tomar conta da cozinha e a levar a cabo os deveres da sua condição feminina. Embora saiba que nem todos os homens são e/ou pensam como os meus tios, fiquei surpreendido ao saber que alguns ainda o fazem. Foi então que imaginei um universo paralelo, onde os papéis se invertem e eles provam do próprio veneno", explicou já publicamente Eli Rezkallah.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.