Até novembro de 1961 a procura por vida inteligente fora do planeta Terra era um tema tabu. Mas Frank Drake, autor da equação que estima o número de civilizações alienígenas existentes, quebrou o gelo. Em conjunto com cientistas de várias especialidades, o astrónomo norte-americano criou o domínio da ciência chamado astrobiologia que estuda a origem, evolução, distribuição e o futuro da vida dentro e fora do nosso planeta. Frank Drake decidiu que aquele também era o momento ideal para partilhar a sua ambição, procurar vida nas estrelas através de transmissões radiofónicas alienígenas.

Isto soa-lhe familiar? Pois é, afinal parece que o filme «O Dia da Independência» de 1996 tem algum fundamento. Antes de ser ficção científica, já era ciência! Sem água em forma líquida não pode haver vida. Pelo menos tal como a conhecemos. Talvez por isso a recente deteção de vapor de água no exoplaneta HAT-P-11b tenha animado de novo o debate sobre a existência de vida extraterrestre. Os astrónomos da Universidade de Maryland nos EUA, responsáveis pela descoberta, utilizaram uma técnica de transmissão chamada espetrometria.

E, além de vapor de água, através dos telescópios Hubble, Spitzer e Kepler também detetaram céus limpos, o que permitirá estudar o exoplaneta mais facilmente. Com um raio quatro vezes maior do que a Terra, HAT-P-11b é o exoplaneta mais pequeno e frio onde foi encontrada água. Faz parte da constelação Cygnus, gira em torno da sua estrela a cada cinco dias e fica a cerca de 120 anos-luz do nosso planeta. O início de 2015 era o período previsto para o arranque das primeiras viagens turísticas ao espaço mas um acidente nos primeiros dias de novembro de 2014 veio adiar o projeto.

Curiosidades espaciais

- Os astrónomos calculam que mais de um quinto das estrelas como o sol são orbitadas por planetas habitáveis.

-Um exoplaneta orbita uma estrela que não é o sol. Para conhecer novos exoplanetas, consulte o site www.exoplanets.org.

- Em 1971, a NASA descobriu que em Marte já correu água num passado longínquo. Logo, é plausível que ainda existam vestígios de vida.

- Nos anos da década de 1960, tirar fotografias em gravidade zero e com a tecnologia da época não era propriamente fácil.

- Pode estudar os planetas e as estrelas do conforto da sua casa com uns bons binóculos, como os Celestron 71009 Skymaster, disponíveis na Amazon. Mais informações em www.bestbinoculars reviews.com.

Texto: Filipa Basílio da Silva

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.