Como forma de celebrar o Dia da Terra, a TaskRabbit, a plataforma que liga pessoas a Taskers locais qualificados para ajudar nos trabalhos domésticos e em pequenas tarefas, realizou um estudo que pretende descobrir o quão conscientes e ativos os portugueses estão em relação às questões sustentáveis em casa.

O estudo envolveu 1.000 participantes e mostrou que 64% das pessoas admitem investir algum tempo a pensar no consumo e como isso impacta o meio ambiente que nos rodeia.

A sustentabilidade tornou-se um imperativo nas casas portuguesas

A nível global, a TaskRabbit tem registado um aumento de 220% ano após ano em termos associados à sustentabilidade e esta tendência também se refletiu no comportamento do consumidor português. A

plataforma registou um aumento de 800% nos clientes que solicitam trabalhos relacionados com "energia eficiente” desde o ano passado, e as menções “ambientais” duplicaram, provando que as pessoas se estão a tornar cada vez mais conscientes do meio ambiente.

São vários os motivos que impedem os portugueses de tornar as suas casas mais sustentáveis e amigas do ambiente, sendo que 42% citam o custo como o maior obstáculo. 1 em cada 5 portugueses admite que não sabe como tornar a casa sustentável.

Passos para tornar a casa mais amiga do ambiente

Reduzir a energia utilizada em casa pode ser bastante fácil e, como referido no inquérito, foi a principal preocupação dos portugueses.

De qualquer forma, o inquérito da TaskRabbit concluiu que os portugueses já estão a fazer algumas melhorias para tornar a casa mais amiga do ambiente, seguem-se as principais ações que estão a ser feitas e que permitirão uma maior poupança ao longo do tempo:

  • Investir em lâmpadas eficientes do ponto de vista energético (26,48%)
  • Isolar devidamente a casa (4,43%)
  • Instalar um contador inteligente (13,88%)
  • Optar por tintas à base de água (1,87%)
  • Apostar em painéis solares (5,51%)
  • Colocar vidro-duplo nas janelas (4,92%)
  • Instalar aquecimento por baixo do chão (4,72%)
  • Recorrer as pessoas locais para fazer reparações em casa (2,85%)
  • Uma plataforma para combater o consumo excessivo

Muitas das tarefas oferecidas na plataforma fazem parte de uma abordagem de desenvolvimento sustentável e ajudam a reduzir a produção de resíduos. Isto é particularmente verdadeiro para tarefas de reciclagem, reparo e upcycling.

No total, em todo o mundo, desde o lançamento da plataforma em 2008, foram reparados mais de 19.000 móveis, entre sofás, camas, roupeiros, armários, mesas, cadeiras e prateleiras e reparados 6.900 electrodomésticos e aparelhos elétricos (frigorífico, ar condicionado , aquecimento, TV, ventilador, máquina de lavar louça, computador, etc.). No total, mais de 2.700 móveis foram reciclados.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.