O mês de janeiro é, por norma, uma altura complicada no que respeita à gestão financeira de muitas famílias.

Para além de todas as despesas que se acumularam com o natal e a passagem de ano, somam-se ainda todos os aumentos ao nível dos diferentes setores de restauração, energia ou telecomunicações, por exemplo.

No entanto, por ser o primeiro mês do ano, é também o momento de refletir sobre como irá fazer a gestão do seu orçamento para os restantes meses, de modo a ter um panorama geral de quais são as suas despesas e quanto lhe resta para os planos que gostaria de realizar.

No sentido de o ajudar neste processo, a Selectra, especialista na comparação de tarifas, reuniu alguns conselhos que lhe revelam qual a maneira mais eficiente de organizar as suas finanças para este novo ano.

1. Anote todas as receitas e despesas

Faça a comparação entre o seu salário líquido e as despesas mensais que já sabe que vai ter, como a renda da casa e faturas de energia e telecomunicações.

Embora algumas possam variar um pouco de valor, ao fazer este exercício consegue ter uma perspetiva de qual o montante que terá disponível para planos adicionais ou ainda para depositar numa conta poupança.

2. Fixe limites máximos

Quanto dinheiro pode dispensar por semana para restauração ou programas culturais? Fixe um limite máximo para as suas despesas variáveis e programe os seus planos de modo a que consiga cumprir o orçamento estipulado.

3. Compare as suas faturas de energia e poupe até 150€

Há quanto tempo é que não analisa de forma detalhada as suas faturas de luz e gás? Se não se recorda da última vez que se dedicou a esta tarefa, talvez esteja na altura certa de o fazer.

Isto porque muito provavelmente, os preços devem estar desatualizados e pode estar a pagar valores muito mais altos que os praticados atualmente no mercado. Segundo a Selectra, a mudança de comercializadora pode levá-lo a poupar até 150€/ano.

4. Coloque dinheiro à parte para alguma eventualidade

Já ouviu a expressão “no poupar é que está o ganho”? Pois bem, embora não seja fácil economizar todos os meses, é importante ter algum dinheiro de parte caso surja algum imprevisto.

Um aparelho doméstico a precisar de arranjo não é o fim do mundo, mas caso não esteja a contar com essa despesa, pode ser um problema bem difícil de gerir.

5. Utilize apps de gestão de orçamento

Já existem aplicações de telemóvel que o ajudam a gerir corretamente o seu orçamento familiar. O Boonzi, por exemplo, é um software nacional que importa extratos de todos os bancos de modo a ajudá-lo a descobrir onde pode poupar.

Mas existem muitos outros como o Money Wise que fazem a divisão das suas despesas por categorias e lhe apresentam resumos e gráficos sobre as suas caraterísticas de consumo.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.