Usadas tanto com fins estéticos, como no caso das lentes de contacto coloridas, como para corrigir problemas oftalmológicos, as lentes são dispositivos médicos que garantem conforto e segurança, desde que siga as recomendações de uso e manutenção das mesmas. Vladimír Petr, consultor clínico, lembra alguns cuidados.

Comece por falar com o seu oftalmologista ou optometrista

Esta parece uma recomendação óbvia mas que nem sempre é cumprida. Estes profissionais estão ambos aptos a avaliar a graduação necessária e a aconselhar o melhor tipo de lente de contacto.

A diferença reside no facto do primeiro ser um médico especialista que pode avaliar um maior conjunto de problemas oftalmológicos, nomeadamente na parte traseira do globo ocular, estando também capacitado para tratá-los. Já o optometrista poderá diagnosticar e tratar pequenos problemas mas apenas na superfície do olho. Há ainda o técnico ocular que pode também ajudá-lo na seleção da lente ou dos óculos embora não possa tratar problemas do foro oftalmológico.

Siga as instruções de uso e de higiene

Os olhos são uma zona do corpo delicada e facilmente inflamável. As lentes de contacto são inseridas junto ao olho, estando em contacto permanente com o mesmo. Tem a certeza que não há assim tanto problema em não lavar as mãos antes de manusear a sua lente?

Na verdade, a falta de higiene pode danificar o produto e provocar graves infeções. No entanto, basta seguir estes cuidados simples para evitá-lo: lavar sempre as mãos antes de colocar ou remover a lente de contacto e secar as mãos numa toalha limpa ou com toalhetes de papel descartáveis.

Conserve as lentes numa solução de limpeza adequada. Se tiver dúvidas sobre que produtos usar, o seu profissional de saúde ocular saberá esclarecê-lo.

Respeite o prazo de validade

Existem diferentes tipos de lentes de contacto, compostas por materiais distintos que determinam a longevidade da lente. Assim, encontra desde lentes diárias, semanais, mensais ou até com longevidade superior. Não utilize as lentes por mais tempo do que o recomendado pelo fabricante, uma vez que após esse período, as mesmas deixam de assegurar o conforto e higiene necessários, acumulando-se detritos invisíveis a olho nu que prejudicam a sua visão.

Sabe aquela irritação ou a sensação de secura ou de que a sua lente não está tão nítida? Pode ser exatamente sinal de que está na hora de trocá-la… Anote a data em que abriu a embalagem e elimine a lente após o período de utilização indicado.

Os seus olhos precisam de descansar? As suas lentes de contacto também

Para garantir que a sua visão tem uma correção à altura, o ideal é que deixe as lentes repousar na solução de limpeza, fechadas ao abrigo da luz e calor, cerca de 8 horas por dia – o equivalente a uma boa noite de sono! Use o estojo porta-lentes para conservá-las e troque-o regularmente para evitar a acumulação de bactérias.

Nunca durma com as lentes de contacto aplicadas, o que poderá levar a graves problemas oculares ou a danificar a lente. Exclui-se naturalmente as lentes de uso contínuo, que podem ser usadas durante o sono. No entanto, este método só deve ser adotado mediante avaliação de um especialista.

Consulte regularmente um profissional de saúde ocular

Dependendo de diversos fatores, como a idade ou a correção adequada, os problemas oftalmológicos, como a miopia, hipermetropia ou o astigmatismo, evoluem ao longo do tempo. Assim, consulte o seu especialista para garantir que a sua graduação ainda está adequada e se eventualmente não surgiram outros problemas.

O tempo entre consultas dependerá consoante o seu caso, o ideal é acordar o período médio entre consultas com o seu especialista. No entanto, se sentir alguma alteração na acuidade visual, antecipe a visita!

Certifique-se do que compra online

Para garantir que faz uma compra adequada às suas necessidades, certifique-se que sabe exatamente qual a sua graduação.

Este é um dos motivos porque é tão importante que consulte regularmente o oftalmologista ou optometrista: para que a sua receita esteja atualizada. Ainda assim, é natural que tenha dúvidas ao comprar, pelo que prefira serviços com apoio ao cliente online ou via telefone para esclarecer qualquer questão.

Não aplique a lente em caso de inflamação

Se os seus olhos estiverem lacrimejantes ou vermelhos, deverá suspender o uso de lentes de contacto. A sua aplicação poderá aumentar o desconforto e ainda corre o risco de contaminá-las.

As lentes interferem com algum tipo de medicação?

As lentes de contacto são concebidas para maximizar o conforto, fazendo com que quase se esqueça que as aplicou. No entanto, alguns medicamentos podem ter como efeito secundário a diminuição da lágrima, criando um ambiente de secura que fará com que se sinta mais desconfortável com a mesma. Se for o caso, poderá suspender o seu uso, retomando logo que conclua o tratamento ou que deixe de sentir esse efeito secundário.

Por Vladimír Petr, consultor clínico da Alensa, loja online especializada em lentes de contacto

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.