A psiquiatria e a psicologia  são complementares para a abordagem da depressão, pois num estado de letargia, os medicamentos receitados pelo psiquiatra são muito importantes para tornar o indivíduo mais apto e com mais energia para utilizar as técnicas e estratégias que poderá aprender na psicoterapia, que muitas vezes é feita por psicólogos.

O psicólogo tem formação em ciências psicológicas, pelo que estuda e procura compreender todos os processos mentais.

Além disso, procura ainda analisar e intrepertar o denominado comportamento observável, nomeadamente como as pessoas pensam, sentem, interagem ou reagem, como aprenderam certos padrões de comportamento e investiga as formas de ajudar os indivíduos a serem mais felizes. Já o psiquiatra tem uma formação base em medicina e uma perspetiva que valoriza os aspetos biológicos ou médicos do processo mental. Além disso, pode realizar e interpretar exames físicos, receitar medicamentos e fazer psicoterapia.

O que é a psicoterapia?

Trata-se de um processo de tratamento de problemas psicológicos através do uso de técnicas e estratégias específicas, de acordo com modelos e teorias. Por exemplo, aprender a corrigir padrões distorcidos de pensamento, gerir emoções negativas ou motivar para atividades que dão prazer são tópicos habituais na terapia cognitiva.

Revisão científica: Fernando Magalhães (psicólogo clínico no Centro Clinico e educacional da Boavista no Porto)

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.