Sob esta definição geral escondem-se situações extremamente diversificadas, desde as perdas muito ligeiras e ocasionais a perdas muito graves e regulares:

Ligada ao esforço

É a mais frequente. Caracteriza-se pela perda involuntária de urina durante um esforço (tosse, gargalhada, salto, pegar em cargas pesadas...).

Os abdominais são então mobilizados e exercem uma pressão sobre o períneo. Se este estiver um pouco fraco, os esfíncteres abrem-se ligeiramente e deixam passar algumas gotas. Esta síndrome atinge mais particularmente as mulheres no momento da gravidez e da menopausa. A reeducação dos músculos do períneo ou uma pequena intervenção cirúrgica permitem resolver este problema.

Pela hiperactividade vesical

 Trata-se de uma disfunção da bexiga que se contrai muito cedo e sem motivo. Caracteriza-se pela perda involuntária de urina precedida por uma vontade urgente e irreprimível. A frequência desta hiperactividade vesical aumenta com a idade. Pode ser tratada com medicamentos para diminuir as contracções da bexiga e as vontades urgentes e irreprimíveis

Mista

Combina as duas formas anteriores.

 Por regurgitação

Afecta essencialmente os homens. Deve-se muitas vezes a uma perturbação da função de evacuação da bexiga devido ao volume da próstata

Saiba mais

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.