1. Não fume! Nunca, jamais, em tempo algum a pessoa deve fumar ou estar exposto ao fumo do tabaco.

2. Ensine às crianças os efeitos nocivos do tabaco! Muitas vezes é difícil parar depois de iniciar, por isso ensine as crianças a crescerem livres de tabaco. Ensine pelo exemplo e não fume.

3. Evite o tabagismo passivo! Não se pode proibir o tabaco em todo o lado, mas devemos evitar locais com exposição ao fumo. Deve lutar por um ambiente livre de tabaco.

4. Se fuma abandone esse hábito! Deixar de fumar é um seguro de vida. Ganha-se sempre qualquer coisa e a nível cardiovascular é quase imediato, com efeitos também na condição pulmonar e melhoria no prognóstico. O Dr. Renato Sotto Mayor afirma que vale sempre a pena deixar de fumar e que não existe um nível mínimo de tabagismo. A ajuda de um profissional pode ser uma solução caso sinta dificuldades.

5. Contribua para um ambiente livre de poluição! Evite realizar queimadas, evite o uso do automóvel em pequenas deslocações e faça parte de grupos de pressão na lute contra a poluição.

6. Evite poluição dentro dos edifícios! Aparelhos para extração de fumos dentro de casa são obrigatórios, além do bom arejamento. Evite também usar produtos veiculados por aerossóis. Certifique-se de que não está numa zona emissora de radão.

7. Tome atenção às condições em que trabalha! Nomeadamente em fábricas, cimenteiras ou se estiver rodeado de materiais agressores como tinta, gasolina, amianto, etc, pois são matérias que podem agredir o pulmão. Exija boas condições de ventilação no seu local de trabalho.

8. Cuidado com os hobbies! Se tem por passatempo atividades como a vindima, a jardinagem, a colombofilia, a pintura ou a bricolagem proteja-se de agentes agressores, utilizando uma máscara e evitando inspirar produtos nocivos para os pulmões.

9. Faça exercício físico regularmente! O exercício é fundamental para a promoção da saúde, ativando a circulação, a função respiratória e o sistema imunitário. O individuo que respire bem oxigena bem todo o organismo.

10. Cuide-se! Alimente-se regularmente e de forma equilibrada. Evite gorduras e excessos alimentares. Além disso, cumpra o calendário das vacinações e cuide da sua higiene. Esteja atento a sinais de falta de saúde pulmonar, prevenindo as doenças e o seu agravamento.

Por Renato Sotto Mayor, Médico Pneumologista e Chefe do Serviço de Pneumologia do Centro Hospitalar Lisboa Norte, com Pulmonale

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.