Seja inverno ou verão o protetor solar é indispensável, pois ele é o principal responsável por proteger a nossa pele contra as queimaduras solares e envelhecimento precoce. Usar um fator de proteção alto torna-se assim indispensável no dia-a-dia e principalmente na exposição direta ao sol na praia ou piscina. 
Nem toda a gente reage da mesmo forma aos raios UV, porque todos temos diferentes níveis de tolerância à exposição solar. As peles escuras apresentam níveis mais altos de melanina, logo têm uma proteção natural contra os raios UV muito maior. Isto não significa que este tipo de pele não precise de proteção: todas necessitam! Mas cada uma tem as suas especificidades…
Quem tem pele muito clara dificilmente se bronzeia, por ser muito sensível ao sol, e a tendência é ficar mais vermelha que bronzeada! Este tipo de pele ganha manchas, sardas e pintas com grande facilidade e a sua exposição ao sol pode ocasionar irritação. Deve usar sempre um fator de proteção 50+, porque estas peles claras têm sempre uma incidência maior em contrair cancro de pele. 
Quem tem pele morena já não é tão sensível ao sol, porém a longo prazo pode adquirir diversas manchas escuras ou claras provocadas pelo sol, por isso deve usar sempre fator de proteção 35 ou 40.
Quem tem pele negra, por ser uma pele mais pigmentada não queima, porém mesmo com a pouca sensibilidade ao sol pode apresentar manchas esbranquiçadas e fazer queimaduras não visíveis, por isso deve usar sempre protetor 30, no mínimo. 
Quanto maior o índice de proteção mais ficamos protegidos… Mas devemos ter um protetor contra os raios UVB e UVA. Qual a grande diferença entre eles?! Proteção contra os raios UVB siginifica proteção contra as queimaduras solares (B de Burning, ou seja, queimadura em inglês). 

Já a proteção UVA é contra o anti-envelhecimento (já que o A é de Age). O ideal é reunir a proteção contra estes dois tipos de raios solares. Há que prevenir o tão conhecido ‘escaldão’ já que além do efeito exterior ser desagradável, o efeito interior é muito mais grave. Ninguém gosta de pele com ardor e a pelar, mas estas queimaduras resultam em danos irreversíveis nas células da derme e epiderme. 
Assim sendo, muitos pensam que devem investir num creme de farmácia, mais caro e por analogia, melhor. Mas desenganem-se… Nem sempre  os protectores solares mais caros são os melhores. Segundo um estudo realizado pela Deco Proteste (revista de junho/julho 2013), esta marcas de renome a nível da cosmética, como a La Roche Posay e Biotherm, anunciam fator de proteção 30, enquanto que os testes mostraram que estes apenas teriam fator 25! 
O teste foi realizado a 15 loções e leites solares de fator 30, ficando o Nívea Sun Protect & Bronze em primeiro lugar no ranking, o My Label Beauty do Continente (7.90€)  foi o que consideraram a Escolha Acertada, e o Cien do Lidl (3.99€) consideraram como a Escolha Económica. 
Aqui estão os resultados do teste:
1º Nívea Sun Protect & Bronze  (preço: entre os 14,39 e 15,69€)
2º Eucerin Extra Light (PVP sob consulta)
3º Avène (PVP sob consulta)
4º Nívea Sun (PVP sob consulta)
5º My Label Beauty (Continente) (preço: 7,90€)
6º Vichy Capital Soleil (PVP sob consulta)
7º Lancôme Génifique Sôleil (PVP sob consulta)
8º Cien (Lidl) (preço: 3,99€)
9º Lancaster Sun Beauty (PVP sob consulta)
10º Shiseido Extra Smooth (PVP sob consulta)
11º Piz Buin In Sun (PVP sob consulta)
12º Garnier Ambre Solaire Golden Protect (PVP sob consulta)
13º Garnier Ambre Solaire (preço: entre 12,49 e 14,99€)
14º La Roche Posay Anthelios (PVP sob consulta)
15º Biotherm (preço: entre 24,35 e 32,07)

A Deco deixa também algumas recomendações
Escolha um protetor com FPS adaptado ao seu tipo de pele, tendo em conta que a Organização Mundial de Saúde recomenda, no mínimo, o fator 30 para todos.
O protetor solar é indispensável para defender a pele das radiações ultravioleta, seja na praia e na piscina, seja no campo, nas montanhas ou no jardim. 
Preste atenção ao prazo de validade. A maioria indica apenas a durabilidade após a abertura (em geral são 12 meses), por isso, convém apontar a data na embalagem. Se ainda sobrou algum produto do verão anterior a dúvida instala-se sempre. Um estudo da associação francesa de consumidores Que Choisir revela que o fator de proteção se mantém de um ano para o outro, se este for conservado num local seco e com pouca luz. No entanto, há que verificar sempre a consistência e o cheiro do produto. 
Os produtos também devem ser escolhidos de acordo com cada tipo de pele. Sabia que existe uma formulação específica e que quando adequada pode ajudar a combater a oleosidade, comichões, alergias, vermelhidão e até mesmo acne? É verdade! Saiba quais os protetores solares mais adequados a cada tipo de pele: 
Pele normal - pode ser usado protetores em spray que são mais resistentes ao contato com a água e também ao suor.
Pele oleosa -  preferencialmente optem por protetores à base de gel, sem gordura e sem álcool, pois são absorvidos mais rapidamente pela pele sem obstruir os poros ou deixar a pele com extra brilhos.

Pele seca - use protetores que possuam na sua composição hidratantes. 
Pele sensível - para esse tipo de pele é recomendado protetores em gel ou creme que contêm óleos específicos de características leves e há algumas marcas que têm a recomendação ‘allergy free’.
Pele desidratada - opte por protetores em loção que contenham na sua composição água e óleo que ajudam na hidratação e recomposição da pele.
O sol não é de todo algo mau, pois uma exposição moderada em horários recomendados, dia é benéfica à saúde, pois o sol estimula a circulação sanguínea e ativa uma substância na nossa pele que se transforma em vitamina D, essencial para o fortalecimento dos músculos do corpo e auxiliando também no sistema imunológico.
Por outro lado, quando nos expomos ao sol excessivamente a radiação pode causar queimaduras, envelhecimento precoce da pele e até cancro, por isso é fundamental escolher o tipo de protetor e o fator adequado a cada tipo de pele, para poder aproveitar o verão sem arriscar a saúde da sua pele.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.