Antes de existirem medicamentos, era através de plantas, bagas, frutas e mezinhas caseiras que muitas pessoas curavam doenças ou aliviavam sintomas. Fernanda Botelho, especialista em botânica medicinal, autora de livros como «As Plantas e a Saúde – Guia Prático de Remédios Caseiros», editado pela Dinalivro Edições, há muito que compila conselhos úteis que ensinam a tratar vários tipos de problemas de saúde, como dores de dentes, hemorragias, náuseas, indigestões, quebras de tensão, aftas, constipações e enxaquecas.

«Existem muitos sintomas que podem ser aliviados ou até mesmo curados de modo bastante simples, através da utilização apropriada de plantas que crescem à nossa volta nos bosques vizinhos ou que podemos simplesmente cultivar em quintais, hortas, canteiros ou varandas», refere a editora em comunicado. «Algumas dessas utilizações podem ser usadas para uso interno sob a forma de chás, tisanas ou decocções», explicam.

Outras adequam-se mais «para uso externo em compressas, pomadas, lavagens e inalações», acrescentam ainda os editores. «Nas últimas cinco décadas, tem havido um enorme crescendo do interesse pelas medicinas alternativas e pela fitoterapia», reconhece a autora, colaboradora regular da revista Jardins, que aponta cinco soluções à base de plantas para combater problemas de saúde muito comuns:

1. Azia

Muitas vezes, depois de comer, surge uma situação de desconforto provocada pela azia. Para solucionar o problema, pode fazer uma infusão de ulmária, uma planta muito rica em mucilagem, que protege as mucosas do estômago. Em alternativa, pode recorrer às malvas ou ao musgo-da-irlanda. Integrar flocos de aveia em sopas e sobremesas é uma maneira alternativa de acabar com a acidez estomacal.

2. Colesterol

Um dos melhores remédios para baixar os níveis de colesterol é, sem dúvida, o alho. Muitos especialistas recomendam mesmo a ingestão de meio dente de alho em jejum, sem mastigar. Se gosta de mezinhas, ponha um pau de canela ou dois num frasco de meio quilo de mel e tome diariamente duas a três colheres de chá por dia, na hora que lhe for mais conveniente. Independentemente disso, pratique desporto e evite doces, gorduras e alimentos processados.

3. Acne

Afeta muitos adolescentes e também tem vindo a atingir muitas pessoas, sobretudo mulheres, na idade adulta. Para devolver saúde à pele e evitar o aparecimento de novas borbulhas, faça uma infusão com agrimónia ou calêndula. Se preferir, pode recorrer à equinácia, à centelha-asiática ou à hortelã-brava-indiana. Outra das soluções é fazer uma infusão de flor de sabugueiro, alfazema ou camomila, molhar uma compressa e aplicar sobre a pele com suavidade.

4. Flatulência

Para evitar a formação de gases no intestino e reduzir a sensação de inchaço e as cólicas que podem surgir em caso de flatulência, ao cozinhar leguminosas, deve juntar-lhes um pouco de alga kombu, camomila, funcho, sementes de cominhos ou coentros. Estas plantas tornam alimentos como o feijão, o grão e as lentilhas mais digeríveis, além de lhes adicionarem sabor. O anis, a erva-cidreira e a hortelã também têm esse poder.

5. Eritema das fraldas

Em bebés e idosos, o uso de fraldas pode causar assadura ou irritação. Para aliviar o problema, pode usar uma infusão de calêndula, de morugem, de urtigas ou de malvas para lavar a zona, com a ajuda de um pano delicado. Pomadas e óleo macerado à bases dessas plantas também são uma boa solução. O amido de milho, aplicado como se fosse pó de talco, também é muito eficaz.

Veja na página seguinte: O percurso de Fernanda Botelho

O percurso de Fernanda Botelho

Fernanda Botelho nasceu na Tojeira, concelho de Sintra, em 1959. Com 17 anos, viajou para Londres, onde iniciou e concluiu a formação como educadora no método Montessori. Na capital inglesa, estudou ainda pedagogia Waldorf e fotografia, tendo realizado vários cursos sobre plantas medicinais. Membro da Herb Society UK desde 1997, regressou a Portugal aos 37 anos e desenvolveu numerosos projetos de educação ambiental junto de associações culturais, de câmaras municipais e de escolas.

Além de ter estudado literatura infantil com António Torrado e Margarida Fonseca Santos, já publicou quatro agendas e dois livros para a infância, «Salada de Flores» e «Sementes à Solta», com a chancela da Dinalivro, recomendados pelo Plano Nacional de Leitura. «No seu jardim, partilha os dias com plantas medicinais espontâneas e cultivadas, um enorme sabugueiro, uma velha figueira, muitos pássaros e alguns gatos», revela a editora em comunicado.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.