Os números, preocupantes, falam por si. Apesar da maioria da população escovar os dentes diariamente e de 98% das pessoas considerar que a higiene oral é muito importante, segundo um estudo da Edelman relativo à população residente na Península Ibérica, existe ainda uma elevada incidência de problemas da boca. Cerca de 50% da população tem cáries, 78% acumula tártaro e 70% sofre de gengivites.

Os dados são do Eurobarómetro, um inquérito internacional divulgado em fevereiro de 2009 que revela ainda que 19% dos portugueses afirma ter sentido dificuldades em comer devido a problemas na boca e nos dentes e que 11% sente vergonha do seu aspeto. Uma década depois, apesar de ligeiras variações, a tendência, de um modo geral, mantém-se, como criticam ocasionalmente muitos especialistas.

Como os implantes dentários podem interferir com a sua saúde
Como os implantes dentários podem interferir com a sua saúde
Ver artigo

Já (quase) todos sentimos a dor de uma dor de dentes. Por isso é tão importante aprender a cuidar da boca da forma mais correta e completa. Se lhe dói um dente, é porque, provavelmente, não está a tratar da sua saúde oral da melhor maneira. Quantas vezes por dia lava os dentes? E quanto tempo gasta a fazê-lo? Experimente fazer desse momento o ritual de relaxamento e cumpra-o, pelo menos, duas vezes ao dia, durante três minutos. Parece muito tempo? É o necessário para que as bactérias sejam removidas de forma eficaz, deixando os dentes limpos.

De seguida, guarde um minuto, por exemplo à noite, para passar o fio dentário entre os dentes. Este passo é essencial para limpar os locais onde a escova não chegou e garantir uma limpeza mais eficaz. Não desvalorize este gesto. Segundo um estudo da revista Deco Proteste, no início de 2019, 70% dos portugueses vive com dificuldades financeiras e 59% admite mesmo que os gastos com a saúde oral são para cortar.

O toque final do elixir

Depois da escovagem e da utilização do fio dentário, tem a sensação de que a boca está livre de germes e bactérias? Pois, o problema é que as aparências iludem! Na verdade, estes dois passos abrangem apenas, cerca de 25% do total da superfície da boca. Os restantes 75%, onde se incluem o palato, a zona por baixo da língua, as bochechas ou as zonas abaixo da linha das gengivas, apenas são limpos com o elixir.

Este deve ser o terceiro passo desse ritual de higiene bucal, como recomendam muitos dentistas. Muitas pessoas ainda não o incluem na sua higiene oral, apesar da sua importância na redução da placa bacteriana e no fortalecimento dos dentes contra as cáries. Por ser líquido, chega a locais inacessíveis aos outros métodos, abrangendo praticamente 100% da boca e eliminando as bactérias quase na totalidade.

Para um resultado eficaz, deve bochechar duas vezes por dia, durante cerca de 30 segundos. Se gosta da sensação de frescura que fica depois de lavar os dentes, vai também gostar de saber que o elixir a prolonga durante várias horas, mantendo um hálito fresco e permitindo um cuidado total. São muitas as formulações disponíveis no mercado. Em caso de dúvida, peça conselhos ao seu dentista ou a um farmacêutico.

O poder da prevenção diária

Ao final de um dia de trabalho, dedicamos, sempre que possível, tempo para relaxar e libertar energias ao praticar a nossa modalidade desportiva preferida. Quando saímos do banho, aplicamos, por norma, um creme no rosto e no corpo para que a pele fique mais macia e hidratada. Estes pequenos rituais, ajudam-nos a sentir especiais e são momentos de prazer que acabam por fazer parte do nosso dia a dia.

Para além disso, contribuem para o nosso bem-estar. O mesmo se deverá passar com a nossa higiene oral. Aqui entre nós, que ninguém nos ouve, por vezes deita-se sem fazer a higiene oral? O melhor é começar a pensar duas vezes antes de o fazer e de deixar as bactérias livres durante a noite, um dos maiores erros que pode cometer. A boca tem biliões de germes e é importante atacá-los diariamente de forma correta.

Ao apostar na prevenção diária, estará a contribuir para uma boa higiene oral, mantendo os dentes naturalmente brancos, sem cáries ou tártaro. Ao fortalecer os dentes diariamente está a ser um agente ativo na melhoria da sua saúde geral e isso reflete-se no dia a dia. Quando lhe apetecer trincar uma maçã, pode fazê-lo sem pensar na dor ou beber uma bebida quente ou fria sem receio ou, simplesmente, sorrir.

Lembre-se, uma completa higiene oral tem por objetivo uma série de coisas, nomeadamente:

- Eliminar as bactérias da boca.

- Reduzir a placa bacteriana.

- Manter as gengivas saudáveis.

- Fortalecer os dentes contra as cáries.

- Reduzir o tártaro ajudando a manter os dentes naturalmente mais brancos e menos pigmentados.

- Fornecer proteção da boca e dentes, mantendo o hálito fresco.

Texto: Pedro Mesquita (médico dentista) e Luis Batista Gonçalves (edição digital)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.