Se anda a dormir menos ou a acordar antes do despertador tocar, não se assuste. Um estudo internacional confirma que a necessidade de dormir diminui com a idade. De acordo com uma investigação britânica, os idosos dormem menos 20 minutos que os adultos de meia-idade e estes menos 23 minutos que os jovens adultos. Os resultados apurados pelos investigadores da Universidade de Surrey, em Inglaterra, não se ficam contudo por aqui.

Os especialistas revelam ainda que os idosos saudáveis não devem fazer sestas, apesar de dormirem menos durante a noite, pois isso afetará o sono noturno e contribuirá para os distúrbios de sono, como a insónia. Outras investigações, nos últimos anos, tem todavia alertado para a privação de sono noutras faixas etárias. Idealmente, quando chega aos 75 anos, um adulto deveria ter dormido 25, o que equivale a uma média de oito horas por dia.

A realidade é, no entanto, muito diferente. Números apurados pelos autores dos diferentes estudos atestam que milhões de pessoas dormem apenas seis horas ou até menos. A privação crónica e regular de sono pode dar origem a problemas como o excesso de peso, diabetes, aumento de dores crónicas, depressão, agravamento de dificuldades respiratórias e cardiovasculares, adormecimento ao volante, diminuição do rendimento e até dificuldades relacionais.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.