As recomendações da Organização Mundial de Saúde apontam para um consumo máximo de 5 g de sal por dia, o equivalente a 1 colher de chá de sal. Dessa forma, há que proteger a saúde evitando o sal, mas é fundamental que haja um consumo adequado de sódio, existente de uma forma natural nos alimentos que vêm da natureza (ex.: legumes).

E aqui gera-se a confusão toda.

O sódio é um sal mineral que desempenha funções essenciais para que haja um equilibro do sistema nervoso, nos músculos e na hidratação do corpo. A maior parte do sódio que ingerimos provém do sal (cloreto de sódio) e este é um dos maiores responsáveis pela hipertensão arterial.

Para além do sal que coloca nos alimentos, tenha em atenção ao teor de sal/ cloreto de sódio existente nos alimento que adquire, já que 75% do sal ingerido provém dos alimentos que compramos (ex.: bolachas, pão).

Para além do cloreto de sódio ter um efeito negativo na doença cardiovascular, também é responsável por acelerar as perdas de cálcio, tornando os ossos mais frágeis e expostos à osteoporose.

Pode recorrer a diversos truques para dar paladar aos alimentos que confeciona, desde de recorrendo à utilização de caldos caseiros, às ervas aromáticas e especiarias, bem como às marinadas (ex.: tomate, vinho, limão).

Dra. Joana Pinheiro
(nutricionista)

 

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.