Hoje em dia a comunidade científica já comprovou o efeito anti-inflamatório, antisséptico, antioxidante e tonificante cardiovascular do gengibre. Também já existem evidências que o gengibre auxilia o sistema músculo-esquelético, bem como possui algum efeito preventivo contra o cancro do cólon e próstata.

Esta especiaria pode ser adquirida fresca ou em pó. No primeiro caso deve verificar no supermercado se as raízes se encontram firmes, sem rugas, sem cortes, nem bolor, enquanto se optar pela versão em pó, deve preferir adquirir pequenas quantidades, que possam ser acondicionadas em frascos de vidro.

O armazenamento desta especiaria, quando adquirida fresca, deve ser no frigorífico ou no congelador, se previamente descascado, ralado ou em doses prontas a usar. Se adquirido em pó, aconselha-se que seja guardado num local escuro, seco e fresco.

Quanto à sua utilização, esta é muito diversa. O gengibre pode ser utilizado fresco por exemplo em tisanas com mel e limão, estufados, guisados, cozinha oriental, saladas de fruta, entre outros. Já na versão em pó é mais utilizado para bolos, arroz-doce, assados de porco e aves.

Saiba ainda que o gengibre inteiro e seco é menos aromático do que o fresco, mas uma vez esmagado ou reduzido a pó é ardente e apimentado, com notas ligeiras de limão. O sabor é muito picante, pungente e penetrante.

Dra. Joana Pinheiro (nutricionista)

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.