O fruto do cafeeiro tem cerca de 6000 espécies, cada uma com diferentes características em termos de sabor, acidez, teor de cafeína e valor nutricional. O seu valor nutricional, para além de variar com a espécie, varia também consoante o processamento do mesmo (ex: grau de torragem, moagem, preparação, tipo de água, etc.).

O café é uma das bebidas mais populares do mundo, sendo a segunda bebida mais consumida e pode ser ingerido de diversas formas, variando em todos os locais do mundo:

- França: bebido juntamente com chicória;

- Bélgica: servido com chocolate no interior da chávena;

- Grécia: acompanhado por um copo de água fresca;

- Alemanha: servido com leite condensado ou chantilly;

- Suíça: servido com licor, o "kirsch";

- África e Médio Oriente: o sabor do café é acentuado com algumas especiarias (ex: canela, cardamomo, alho ou gengibre);

- Cuba: o café é consumido forte e adoçado, num só gole;

- Sul da Índia: o café é misturado com açúcar e leite.

Características nutricionais de uma chávena de café média

- Praticamente isento de calorias (sem adição de açúcar) – 2 a 5 kcal;

- Contém cerca de 75mg de cafeína;

- Contém vitaminas do complexo B, potássio, fósforo e magnésio;

- Rico em antioxidantes, os polifenóis.

A ingestão moderada de café não apresenta risco para a saúde, podendo até ter um efeito protetor para várias doenças. A ingestão de cerca de 2 a 3 chávenas de café por dia, devido à presença de cafeína e antioxidantes, parece ter benefícios para a saúde e bem-estar:

- Redução em 24% do risco de doença cardiovascular;

- Redução do risco de desenvolvimento de Diabetes Mellitus tipo 2;

- Pode ajudar a manter as funções cognitivas no envelhecimento, reduzindo o risco de doença de Alzheimer e Parkinson;

- Diminuição da sensação de fadiga e sonolência;

- Aumento da capacidade de alerta, o que afeta positivamente o rendimento físico e intelectual;

- Afeta positivamente a sensação de bem-estar, relaxamento e boa disposição.

A Food and Drug Administration (FDA) considera a ingestão de 300mg de cafeína (cerca de 3 cafés) por dia segura em adultos saudáveis. Contudo, importa perceber que existem outros alimentos que contêm na sua composição cafeína, por exemplo cola (330mL - 35mg de cafeína), chá (200mL – 35mg de cafeína), o chocolate (30g – 20 a 120mg de cafeína), entre outros.

O café é um alimento muito versátil que pode ter diversas utilizações na culinária,  seja na confeção de pratos (ex: bife à café), sobremesas (ex: bolo de bolacha, pudim de café, gelado de café, bombons ou licor.

Em Lisboa, um café expresso é muitas vezes definido como uma “bica” que, na verdade, é uma sigla que significa “Beba Isto Com Açúcar”.

Conselho da nutricionista

O café é uma bebida estimulante devido à presença de cafeína e como tal o seu consumo não deve ser exagerado. A dose diária recomendada são cerca de 2 a 3 cafés por dia, para a adultos saudáveis, podendo esta quantidade contribuir de forma benéfica para a sua saúde e bem-estar. A desvantagem seria se lhe adicionássemos açúcar, uma vez que cada pacote de açúcar tem cerca de 6 a 8 gramas, que ao fim de 3 cafés serão 18 a 24 gramas de açúcar extra.

Por Joana Bernardo, Nutricionista 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.