De acordo com o diário, “a portuguesa Hi Fly foi fretada para fazer o resgate de cidadãos europeus em território chinês”, acrescentando que o primeiro voo “sai do aeroporto de Beja às 10:00” de quinta-feira e deverá aterrar no Vietname.

Fonte da tripulação que vai viajar neste voo confirmou à Lusa que alguns elementos foram chamados para participar no voo e que a aeronave vai aterrar no Vietname, seguindo depois para a China.

O JN refere também que a pista do aeroporto de Beja - a única infraestrutura aeroportuária em Portugal capaz de acolher a maior aeronave comercial do mundo (A380) – tem mais duas horas reservadas para voos, posteriores à partida do primeiro.

A Lusa contactou os ministérios dos Negócios Estrangeiros e da Defesa Nacional, a Força Aérea Portuguesa, a ANA Aeroportos de Portugal e a companhia aérea Hi Fly, mas não conseguiu confirmar informações sobre quaisquer voos fretados.

O JN afirma ainda que, depois de sair de Portugal, o avião vai rumar a França, “onde entrarão cerca de três dezenas de operacionais – entre médicos, autoridades e técnicos de saúde” -, seguindo depois para o Vietname.

O matutino dá conta igualmente de que “às 11:00 e às 15:00 poderão ocorrer mais voos da Hi Fly” com o mesmo objetivo. A aeronave que deverá partir às 11:00 “também faz escala em França”, mas o voo seguinte deverá rumar a Bruxelas, na Bélgica, de onde seguirá com destino ao Vietname.

O JN questionou a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, sobre um eventual apoio das autoridades de saúde portuguesas, tendo a responsável confirmado que este organismo vai “enviar técnicos para explicar às tripulações portuguesas quais os comportamentos a adotar” neste tipo de operação.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.