“Entre as 20 e as 08 horas, o Serviço de Urgência de Ginecologia-Obstetrícia não irá conseguir manter o seu normal funcionamento, de segunda a domingo, dada a escassez de recursos humanos que possam assegurar um eficaz atendimento às grávidas”, adianta o Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) em comunicado.

Durante o período noturno, as grávidas deverão recorrer aos Serviços de Urgência do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (Hospital de Santa Maria), do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Central (Maternidade Dr. Alfredo da Costa), do Centro Hospitalar Lisboa Ocidental (Hospital São Francisco Xavier) e do Hospital de Cascais.

O Hospital Amadora-Sintra sublinha que “continua, em articulação estreita com o Ministério da Saúde e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, a trabalhar para encontrar soluções adequadas e concretizáveis no mais curto espaço de tempo possível, de modo a minimizar os constrangimentos que esta situação possa vir a causar”.

Segundo o hospital, o serviço de urgência irá manter o seu normal funcionamento no período diurno (entre as 8:00 e as 20:00) de segunda a domingo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.