Fonte da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) indicou ainda que também o Serviço de Ginecologia/Obstetrícia do mesmo hospital vai estar encerrado entre as 08:00 e as 20:00 de sábado.

Nesse período, segundo um aviso publicado no portal do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e consultado pela Lusa, vai estar acionado para este serviço o plano de contingência nível 4, o mais grave, que encerra o serviço e implica a transferência de todas as utentes internadas por falta de médicos de serviço.

Contactado pela Lusa, o diretor clínico da ULSBA, José Aníbal, explicou que durante o período em que é acionado o nível 4 do plano de contingência “não há urgência nem há serviço” de Ginecologia/Obstetrícia.

O responsável explicou, no entanto, que as utentes internadas, “em princípio”, vão permanecer no hospital, através da “visita” ao serviço por um médico residente em Beja.

“Em princípio, nós vamos conseguir mantê-las, como é um período de 12 horas [encerramento do serviço] à custa de um médico que mora em Beja e vai fazer a visita das utentes”, disse.

O diretor clínico da ULSBA indicou ainda que, durante o período em que os serviços estão encerrados, as utentes devem recorrer aos hospitais de Évora ou de Faro.

Desde junho, têm-se sucedido os encerramentos de serviços de urgência de Ginecologia e Obstetrícia um pouco por todo o país, por dificuldades em assegurar escalas.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.