A empresa que gere o Superdrug Online Doctor, um serviço de consultas médicas e prescrição farmacêutica à distância, encomendou um estudo internacional sobre os hábitos masturbatórios de homens e mulheres. As conclusões, agora tornadas públicas, revelam que um quarto das mulheres, 25% das inquiridas, a maioria de nacionalidade europeia e americana, prefere a masturbação ao sexo. 88% masturbam-se regularmente.

Neles, essa percentagem atinge os 96%. As diferenças não se ficam, contudo, por aqui. Apenas 60% delas usam as mãos, preferindo estimular-se sexualmente com vibradores e/ou outros brinquedos sexuais. 90% deles, mais pragmáticos, satisfaz-se recorrendo apenas aos membros superiores. Outra distinção prende-se com o recurso à pornografia. 67% dos homens assume que o faz, contra 38% delas, que preferem a literatura erótica.

Fora de casa, os sítios preferidos para se masturbarem também variam consoante os sexos. 25% dos homens admite que gosta de o fazer em parques e espaços públicos e 14% aponta o carro ou a casa de um amigo. No caso delas, 15% assume que já se masturbou no local de trabalho e 7% refere que já se estimulou sexualmente em piscinas privadas, avança ainda o estudo da empresa, realizado com uma amostra de 979 voluntários.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.