A entidade europeia avisa que estas tintas - sobretudo as vermelhas, verdes e azuis - podem provocar problemas de pele, incluindo reações alérgicas e comichão severa.

De acordo com a ECHA, estes sintomas podem durar anos e, por isso, também contribuir para o risco de cancro.

De acordo com o "Daily Mail", o relatório da agência indica que a toxicidade das tintas usadas para fazer tatuagens pode ainda afetar a fertilidade masculina e o desenvolvimento fetal nas mulheres.

Leia também: 17 sintomas e cancro que os portugueses ignoram

Veja ainda: 10 coisas do dia a dia que provocam cancro

O jornal confirma ainda que a ECHA irá publicar em breve uma lista dos químicos usados nestes compostos e investigar se devem ser banidos ou não pela União Europeia.

Neste momento, escreve o jornal britânico, não existe regulamentação europeia sobre os químicos usados nas tintas para as tatuagens.

"As maiores preocupações são as alergias provocadas pelas substâncias presentes nas tintas e possíveis efeitos tóxicos cancerígenos, mutagénicos ou reprodutivos", acrescenta o relatório da ECHA.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.