A formação dos profissionais de saúde sobre os Sistemas de Retenção de Crianças (SRC) nos automóveis é reduzida, segundo um estudo divulgado no âmbito do Projeto de Promoção da Alta Segura da Direção Geral da Saúde (DGS).

O mesmo estudo conclui que a formação dos profissionais de saúde sobre os SRC é significativamente mais baixa nos Agrupamentos de Centros de Saúde (4%) do que nas maternidades (36%), onde os profissionais de saúde com mais conhecimentos na área são os enfermeiros (54%).

O documento sublinha que nas maternidades, a grande maioria dos profissionais de saúde (85%) conhecem a orientação técnica da DGS que normaliza o transporte seguro de crianças no automóvel, contra pouco mais de metade dos elementos que trabalham nos Centros de Saúde.

Ações informativas sobre os SRC são frequentemente realizadas nas maternidades, por 85 por cento dos seus profissionais, enquanto nos Centros de Saúde esse número cai para os 39 por cento.

Os Centros Hospitalares das regiões Centro, Alentejo e Algarve são os que se destacam no conhecimento e na promoção das formações sobre o Sistema de Retenção de Crianças.

Relativamente à disponibilidade de Sistemas de Retenção para empréstimos às famílias mais carenciadas, nos Centros Hospitalares, verifica-se a sua existência num número significativo de maternidades (20).

Nos Centros de Saúde apenas uma unidade refere dispor desse equipamento para emprestar, embora tenha apenas uma “cadeirinha” disponível.

Perante as conclusões do relatório recomenda-se o desenvolvimento de um projeto de “Promoção da segurança e do transporte seguro de bebés, crianças e jovens”.

Como base para esse projeto é recomendada a constituição de um grupo de trabalho, a promoção da formação inicial e contínua dos profissionais de saúde e a produção de materiais pedagógicos para pais.

Pede-se igualmente a sensibilização de potenciais doadores de simulador de banco automóvel para os Centros de Saúde e maternidades, assim como de sistemas de retenção de crianças para empréstimo.

Por último, o relatório sugere que seja negociada a possibilidade do regime de benefícios sejam aplicáveis na aquisição de SRC e possam ser dedutíveis em sede de IRS.

23 de janeiro de 2012

@Lusa

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.