As ações de formação são a materialização dos estudos de doutoramento e pós-doutoramento de Ricardo Pocinho, que, nas suas investigações, observou que as atividades "de envelhecimento ativo são receitadas a quem já é ativo", considerando ser necessário promover ferramentas e atividades junto de outra parte da população idosa.

A iniciativa pretende dotar "os formandos com ferramentas que possam utilizar nos seus locais de trabalho", sem serem necessários muitos recursos, e que podem ser aplicadas quer em lares ou centros de dia, quer em projetos de voluntariado, disse à agência Lusa Ricardo Pocinho.

Na formação, serão ensinados "jogos de motricidade, pequenos movimentos que podem ser ministrados a pessoas com dificuldade de mobilidade, plataformas eletrónicas e informáticas para estímulo cognitivo", entre outras atividades.

"As pessoas que já fazem alguma atividade são as que têm mobilidade, recursos financeiros e vivem em centros mais urbanos e esquecemo-nos dos outros, que não têm acesso" a atividades de envelhecimento ativo, sublinhou o investigador especializado na área da gerontologia.

Com o curso, pretende-se preencher esse vazio, explanou.

A formação, de oito horas, tem como público-alvo os técnicos "a trabalhar na área do envelhecimento, estudantes de cursos técnico-profissionais e de licenciaturas de áreas como a psicologia ou serviço social", avançou Vitor Anjos, Presidente da APCP.

"Não existe, a nível nacional, formação [deste tipo] às populações", frisou.

Segundo Vitor Anjos, a formação está já marcada para Lousã, Coimbra, Góis, Vila Nova da Barquinha, Aveiro e Covilhã, podendo haver mais cidades presentes no projeto como Viseu, Barcelos, Amarante ou Albufeira.

O projeto vai decorrer até ao final deste ano civil, sendo que depois poderá ser lançado um segundo módulo, com uma formação mais extensa, informou.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.