“Temos de conviver com a realidade que temos e o INEM há algum tempo que vem a dizer que precisa de reforçar os recursos humanos. Constatamos essa falta de técnicos para prestar cada vez melhor serviço às populações, mas as populações podem continuar a confiar na emergência médica”, disse Luis Meira, à margem da assinatura de um protocolo que permitirá a várias corporações de bombeiros comprarem 75 ambulâncias de socorro.

10 doenças perigosas que não apresentam qualquer sintoma
10 doenças perigosas que não apresentam qualquer sintoma
Ver artigo

“Quando tiverem alguma questão na área da saúde devem ligar o 112 e o INEM tratará delas de forma adequada, fazendo a triagem e definindo os meios adequados e, tivermos mais ambulâncias conseguimos fazê-las chegar a quem precisa mais rápido”, insistiu.

450 técnicos em falta

O Sindicato Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar (TEPH), mais uma vez, alertou para a necessidade de se “definir e executar um plano de abertura de concursos”, dizendo que atualmente faltam 450 técnicos, após a saída do INEM de 50 elementos no ano passado e 21 já este ano.

A saída de técnicos do INEM deve-se, segundo o sindicato, às “más condições de trabalho”, entre as quais “o índice remuneratório pouco atrativo, exposição a inúmeros riscos, ausência de seguro de acidentes de trabalho e respetiva indemnização pecuniária, desgaste físico e psicológico e o próprio funcionamento deficitário das estruturas do INEM, desde o Conselho Diretivo até às estruturas coordenativas”.

Para o sindicato, a menor disponibilidade dos técnicos para efetuar trabalho suplementar, "resulta em menos pessoas para atender chamadas e para operacionalizar os meios do INEM, o que leva a um aumento dos tempos de atendimento, bem como à diminuição dos meios disponíveis para prestar cuidados de saúde urgentes ou emergentes".

“O aumento dos tempos de atendimento das chamadas e a redução do número de meios do INEM disponíveis é da exclusiva responsabilidade do INEM e do Ministério das Finanças, com as consequências que daí possam provir”, acusa o sindicato.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.