Segundo o capitão Rui Pereira da Terra, depois da indicação da delegada de saúde local, e tendo em conta que as “condições meteorológicas já estão diferentes”, foi decidido voltar a hastear a bandeira verde em todas as praias do concelho de Cascais, no distrito de Lisboa,

“A situação de aparecimento de algas é normal, recorrente, não é confundível com o que se passou na costa algarvia durante a semana passada e, como tal, não representa um perigo de saúde pública”, disse Pereira da Terra.

Sem perigo para a saúde pública

De acordo com o responsável, as bandeiras vermelhas foram hasteadas na quinta-feira como “medida de precaução” e ainda assim “só em algumas concessões e não em toda a praia de Carcavelos”, sobretudo “pelo incómodo que poderia causar a grande concentração de algas no areal e em parte marítima”.

“Hoje, porque as condições meteorológicas já estão diferentes, ainda se verifica alguma concentração de algas, mas muito menor do que ontem e, não representando um perigo para saúde pública, foi decidido voltar a hastear a bandeira verde em todas as praias do concelho de Cascais”, avançou.

O capitão Pereira da Terra esclareceu ainda que as algas detetadas nestas três praias não são nocivas e não têm qualquer relação com as microalgas detetadas no Algarve, sublinhando que fenómenos como o de quinta-feira acontecem durante todo o ano por causa do movimento das correntes marítimas.

Veja as fotos da Maré Vermelha no Algarve

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.