Em Portugal, até ao início do ano de 2015, a submissão do pedido de tratamento com AADs era realizada ao abrigo de um pedido de autorização excepcional (AUE).

Após a publicação da portaria nº 158/2014, de 13 de fevereiro (DR, 2.a série, nº 37, de 21 de fevereiro de 2014) que autoriza a comparticipação do tratamento com sofosbuvir ou sofosbuvir/ledipasvir, a submissão do pedido de tratamento é efectuada à Comissão de Farmácia e Terapêutica hospitalar e ao INFARMED, entidade reguladora responsável pelo registo centralizado dos dados clínicos a nível nacional. Portugal vive de momento uma janela de oportunidade singular, que tem permitido o acesso apenas a regimes contendo sofosbuvir, mas possibilitado o tratamento de vários milhares de doentes.

A inovação registada na eficiência da terapêutica da hepatite C, traduzida em taxas de resposta virológica sustentada superiores a 90%, baixa incidência de efeitos adversos, maior comodidade posológica e diminuição do tempo de tratamento, justifica o atual entusiasmo da comunidade científica e daqueles que vivem com a infeção por VHC.

Este é um momento único para conhecer a epidemiologia nacional, desenvolver programas de rastreio dirigidos, promover iniciativas de educação e sensibilização junto da comunidade, alertando para a importância do diagnóstico precoce e referenciação aos cuidados de saúde especializados. É também prioritário intervir junto das populações de difícil acesso aos cuidados de saúde e que possam estar em situação de maior risco de infeção, como os reclusos, trabalhadores do sexo, utilizadores de substâncias ilícitas, imigrantes, entre outros, minimizando a cadeia de transmissão e estabelecendo canais de referenciação..

O programa Committed to Cure HCV resulta de uma iniciativa conjunta, que reúne vários profissionais de saúde envolvidos na área da hepatite C e elementos ativos na comunidade a nível europeu. A coligação tem como principais objetivos alertar e sensibilizar a comunidade para o problema da hepatite C, divulgando informação atualizada, salientando a atual possibilidade de cura e erradicação da infeção. A coligação pretende envolver e honrar aqueles que vivem com infeção por VHC e suas famílias. Uma das vertentes da comunicação será através da partilha de experiências verídicas, através de relatos de doentes, seus familiares e amigos, e de profissionais de saúde.

A dinâmica logística da coligação Committed to Cure HCV conta com o apoio da Gilead Farmacêutica.

O lançamento e divulgação formal do programa teve lugar no European Association for the Study of Liver – International Liver Congress, que decorreu entre os dias 13 eb 17 de abril em Barcelona, e foi alvo de intensa curiosidade e participação por parte de vários dos elementos presentes na reunião.

Iniciativas como esta visam manter o interesse sobre esta epidemia que tem importante impacte a nível da saúde global.

A inovação científica, lamentavelmente, não chega aos vários cantos do globo e a desigualdade a que se assiste no acesso ao tratamento é um dos aspectos prioritários a contrariar. Conhecer intimamente a epidemiologia local condiciona a definição de estratégias de saúde e uma mais adequada optimização dos recursos, contribuindo assim para a equidade do tratamento dos nossos doentes.

Por Ana Cláudia Miranda, médica

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.