Vinte anos após superar tempestades, tubarões e medusas ao cruzar a nado o Atlântico, Benoît Lecomte, que fez 51 anos no domingo, iniciou hoje a sua primeira travessia do oceano Pacífico com o intuito de alertar para o problema da contaminação dos oceanos.

Os 10 melhores e piores desportos para a coluna vertebral
Os 10 melhores e piores desportos para a coluna vertebral
Ver artigo

O nadador será apoiado por uma equipa de oito pessoas, que realizará o estudo das águas oceânicas.

Vestindo um traje de neoprene e pés de pato, o francês iniciou o seu desafio por volta das 09h00 locais.

Lecomte nadará cerca de oito horas por dia, descansando e fazendo as suas refeições num veleiro de 20 metros, que carrega 2,8 toneladas de comida.

Oito milhões de toneladas de plástico

Estudos recentes mostram que mais de oito milhões de toneladas de plástico vão parar todos os anos ao oceano, levados pelo vento, chuva, esgotos, rios ou deitados diretamente nas praias ou no mar.

A atividade humana é a responsável pela poluição marinha, sendo que 80% do lixo nos oceanos tem origem terrestre.

Atualmente, cerca de 90% dos pássaros revela a presença de plásticos no organismo e estima-se que, até 2050, 99% das aves marinhas sejam afetadas por este problema, assim como grande parte da fauna aquática.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.