Destes, 72% acredita que a audição piorou com a idade, o que é normal, embora não deva levar as pessoas a resignarem-se e a isolarem-se, conclui um estudo levado a cabo pela GAES - Centros Auditivos.

"É fundamental estar atento a possíveis sintomas que indiquem a perda de audição. O não entender determinada palavra, a dificuldade para seguir uma conversa ou para ouvir rádio ou televisão são só alguns deles. E a chave é atuar rápido", le-se num comunicado da organização.

“É essencial que, principalmente as pessoas mais velhas, realizem um rastreio auditivo pelo menos uma vez por ano para detetar rapidamente qualquer problema auditivo e adotar a tempo a solução mais adequada para combater a perda. Só é necessário realizar uma audiometria anualmente, uma prova muito simples e indolor, que pode ser feita em centros especializados sem nenhum tipo de custo”, comentou Dulce Martins Paiva, diretora geral da GAES – Centros Auditivos em Portugal.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.