A BIAL quer disponibilizar este novo medicamento já no final do ano em alguns mercados europeus e durante 2017 nos restantes, informa a empresa em comunicado depois de conhecida a aprovação da Comissão Europeia.

O Ongentys, opicapona é o princípio ativo, é um novo inibidor da COMT (catecol-O-metiltransferase), de toma única diária, indicado como terapêutica adjuvante da levodopa em pacientes adultos com doença de Parkinson e flutuações motoras que não estão controlados com outras terapêuticas.

O Ongentys reduz o chamado período OFF-time que se caracteriza por um estado de profunda imobilidade dos doentes.

Leia também8 sinais de alerta da Doença de Parkinson

Saiba aindaA cirurgia que trava a doença de Parkinson

Descrita pela primeira vez em 1817, a doença de Parkinson é altamente incapacitante e afeta as faculdades motoras dos seus portadores.

1,2 milhões de pessoas na União Europeia com a doença

A Associação Europeia da Doença de Parkinson (EPDA) estima que 1,2 milhões de pessoas na União Europeia sofrem da patologia de Parkinson, incluindo 22 mil portugueses.

António Portela, CEO da BIAL refere que a aprovação do Ongentys pela Comissão Europeia "é o resultado do empenho da empresa na investigação e desenvolvimento de soluções terapêuticas inovadoras. Representa muito para BIAL e seus colaboradores, depois da aprovação do Zebinix para a epilepsia, o primeiro medicamento português, o Ongentys é o segundo medicamento a ser desenvolvido em Portugal com aprovação pelas autoridades europeias".

"São muitos anos de esforço e dedicação de uma equipa muito competente e altamente qualificada. O Ongentys é mais uma prova da nossa capacidade de inovar e é sobretudo uma nova esperança para médicos e pacientes. A aprovação do Ongentys reforça a nossa capacidade de implementar com sucesso uma estratégia de longo prazo focada em terapêuticas inovadoras", conclui.

A molécula do Ongentys começou a ser estudada por BIAL há 11 anos.

É o segundo medicamento de patente portuguesa a chegar ao mercado, depois da comercialização de Zebinix (acetato de eslicarbazepina) para o tratamento da epilepsia, já disponível na Europa e nos Estados Unidos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.