A escovagem com dentífrico fluoretado, sendo um procedimento fulcral para a saúde da boca, não consegue remover sozinha a placa bacteriana e os pequenos resíduos que se alojam entre os dentes, principais fatores para o surgimento do mau hálito, de cáries, de tártaro e de doenças da gengiva. Nesse sentido, para assegurar uma limpeza perfeita da boca - que inclui dentes, língua e gengivas - é crucial aliar o fio dentário e o elixir à escovagem.

12 coisas que o dentista descobre sobre si ao ver os seus dentes
12 coisas que o dentista descobre sobre si ao ver os seus dentes
Ver artigo

Adicionalmente, foi possível aferir que 27,1% dos portugueses nunca visitam o médico dentista ou fazem-no somente em caso de urgência, sendo negativa a correlação entre a frequência de visitas e a falta de dentes naturais (que afeta 68% da população).

Visitas regulares ao dentista permitem, não só avaliar o estado da boca e proceder aos cuidados de prevenção necessários à saúde da mesma, mas também examinar o rosto, o pescoço, a mordida, a saliva e o movimento do maxilar inferior, e diagnosticar inúmeras doenças infeciosas, como a anemia, a leucemia e a sífilis, por se manifestarem na mucosa bucal.

As consequências da falta de consultas periódicas podem ir muito além das cáries dentárias e da placa bacteriana. Efetivamente, lesões precoces, que não sejam tratadas corretamente e/ou a tempo, podem evoluir para condições muito delicadas, como o cancro da boca.

Maioria dos menores de 6 anos nunca foram ao dentista

No que às crianças diz respeito, as ilações que se retiram do estudo são também alarmantes, com 60,6% dos menores de 6 anos a nunca terem visitado um médico dentista.

10 coisas que sempre quis perguntar ao dentista (mas teve vergonha)
10 coisas que sempre quis perguntar ao dentista (mas teve vergonha)
Ver artigo

Segundo a Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), a primeira consulta deverá ser realizada a partir do momento em que os primeiros dentes temporários surgem ou, no máximo, até ao bebé completar o primeiro ano de vida, a fim de definir um programa preventivo de Saúde Oral e intercetar hábitos prejudiciais.

Posteriormente, a criança deverá ser observada a cada seis meses, diminuindo o período para três meses em situações de elevado risco de cárie. A dentição pode apresentar variações de formato, dimensão, cor, número e formação das estruturas, sendo imperiosa a sua avaliação. O diagnóstico e tratamento precoces das alterações de desenvolvimento são fundamentais para uma boca saudável, funcional e estética.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.