De acordo com um comunicado da APCA, chegaram a esta associação mais de 350 pedidos de cães de assistência, provenientes de pessoas, entre as quais autistas, diabéticos, epiléticos ou deficientes motoras e mentais.

A campanha de “crowdfunding”, que decorre até 21 de outubro, visa reunir 2.500 euros, através dos quais a associação pretende adquirir mais animais e iniciar o processo de treino.

Segundo a APCA, mais de 70% dos pedidos feitos à associação são de pessoas sem recursos financeiros.

"Infelizmente, temos mais pedidos do que aqueles que conseguimos suportar e não temos nenhum tipo de ajuda estatal”, afirmou o presidente da associação, Rui Elvas.

A APCA suporta os encargos com fundos próprios, donativos e boa vontade da equipa, mas "não pode fazer mais" porque os fundos e as receitas que tem "são residuais" para as suas necessidades, prossegue.

“Acreditamos que podemos fazer a diferença na vida das pessoas ao permitir reescrever histórias, felizes e de esperança, com a ajuda dos cães de assistência” diz Rui Elvas.

Em ano e meio de trabalho, a associação conseguiu seis cães certificados, estando a iniciar a formação de mais oito.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.