Esta operação terminou em março deste ano e resultou em dois relatórios que apenas hoje foram divulgados pelo Infarmed no seu ‘site’.

O Infarmed informou hoje que os cremes das marcas Dermosense e Wells, mandados retirar em setembro de 2017 e outubro de 2018, respetivamente, não voltaram a ser comercializados, enquanto o da Barral voltou ao mercado após correção.

Os relatórios da Autoridade Nacional do Medicamento são referentes a uma ação de monitorização do mercado relativo a cosméticos para crianças (creme, gel de banho, champô) que levou à retirada do mercado de alguns produtos em 2017 e em 2018.

De acordo com as circulares do Infarmed, o cosmético Wells Creme Rosto Bebé foi mandado retirar do mercado em outubro de 2018 e do creme Barral BabyProtect Creme de Rosto em setembro do mesmo ano.

Os produtos Dermosense creme gordo 100 ml e Dermosense creme de mãos 50 ml foram mandados retirar voluntariamente do mercado em setembro de 2017, segundo a circular do Infarmed.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.