“A taxa de internamento no hospital de Santa Maria é na ordem dos 130% nos serviços de medicina, com utentes internados em macas. E não é só no pico da gripe, é sempre”, afirmou o deputado do BE Moisés Ferreira, na comissão parlamentar de saúde.

As frases mais ridículas ouvidas pelos médicos
As frases mais ridículas ouvidas pelos médicos
Ver artigo

O administrador do hospital, Carlos Martins, admitiu que a taxa de ocupação do hospital ultrapassa os 100%, com todas as camas ocupadas, mas lembrou que tem hoje 139 doentes a aguardar uma vaga em instituições sociais ou na rede nacional de cuidados continuados.

“Temos 101% de taxa de ocupação na manhã de hoje. Tínhamos as 1.110 camas ocupadas. Mas a saúde move-se por vasos comunicantes”, afirmou, indicando que entre 12 a 15 por cento da capacidade de resposta do hospital está ocupada por casos sociais ou pessoas que aguardam vaga noutras instituições sociais.

Esperar por cama em maca no corredor

Carlos Martins reconheceu ainda que o hospital precisa de mais camas na área da medicina, sobretudo tendo em conta o perfil etário dos doentes, que se foi modificando. “Mas ainda recentemente toda uma ala de internamento de cirurgia geral esteve afeta à medicina, bem como camas de otorrino”, disse.

Para o administrador do Centro Hospitalar de Lisboa Norte, onde se integra o Santa Maria, o essencial “é ter os doentes devidamente instalados e devidamente acompanhados”.

“Quando há [doentes em] macas, estão em corredores de internamento e estão com a dignidade possível a aguardar uma cama”, indicou.

Depois das respostas de Carlos Martins, o deputado Moisés Ferreira insistiu que as indicações que o seu partido tem relativas a terça-feira à tarde apontam para cerca de 70 pessoas dos serviços de medicina internadas em macas.

Carlos Martins foi hoje ouvido na comissão parlamentar de Saúde, precisamente a pedido do Bloco de Esquerda, sobre “o encerramento de 54 camas de agudos no hospital Pulido Valente”, que também integra o Centro Hospitalar de Lisboa Norte.

12 sintomas que nunca deve ignorar
12 sintomas que nunca deve ignorar
Ver artigo

O presidente da administração do Centro Hospitalar rejeitou qualquer encerramento de camas: “Queria deixar claro que não foram encerradas 54 camas, ponto final”.

Segundo Carlos Martins, forma “deslocalizadas 30 camas” da ala sul do Pulido Valente para a ala norte, enquanto outras 24 camas foram “relocalizadas para o hospital Santa Maria”.

“Essas 54 camas estão ativas”, insistiu, considerando ainda que a atividade do Pulido Valente tem aumentado.

De acordo com os dados fornecidos aos deputados, o Pulido Valente tinha 16 especialidades quando abriu e tem no momento 20 especialidades. Quanto ao bloco operatório, era usado por cinco especialidades e, no momento, é utilizado por nove.

Carlos Martins referiu ainda que, em 2015, foi criado no Pulido Valente o departamento do tórax, com cirurgia torácica, e que em 2016 abriram as consultas de psiquiatria e no ano passado a pedopsiquiatria.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.