Abul Bajandar, de 27 anos e natural do Bangladesh, perdeu cinco quilogramas de verrugas durante as 16 cirurgias a que foi submetido - às mãos e pés - e sente-se entusiasmado por finalmente voltar a pegar na filha de três anos ao colo.

22 doenças muito estranhas
22 doenças muito estranhas
Ver artigo

O jovem do Bangladesh, ex-motorista, é um dos casos raros da doença epidermodisplasia verruciforme, mais conhecida com doença do homem-árvore. Esta doença de pele é extremamente rara e provoca o crescimento de grandes verrugas cuja textura é semelhante a raízes de árvores. Existem apenas três casos reportados no mundo.

As verrugas que lhe cresciam nas mãos e pés condicionavam o dia a dia do jovem. A doença impedia-o de trabalhar e até de pegar na filha ao colo.

Os médicos do Dhaka Medical College Hospital acreditam ter curado Abul Bajandar. "O tratamento de Abul é um marco na história da medicina", disse Samanta Lal Sen, médica e coordenadora da unidade de cirurgia plástica do hospital, citada pela agência de notícias France Presse.

Estará curado?

15 doenças que ainda não têm cura
15 doenças que ainda não têm cura
Ver artigo

Caso as verrugas não voltem a aparecer, este cidadão do Bangladesh é o primeiro caso de cura desta doença. "Agora já me sinto melhor, consigo pegar na minha filha ao colo e brincar com ela", comentou Abul Bajandar ao The Independent.

As primeiras verrugas surgiram quando Abul Bajandar ainda era adolescente. Na altura, julgava que eram inofensivas e chegou mesmo a cortá-las com uma tesoura.

"Depois, tentei ir a um homeopata da aldeia, mas aqueles medicamentos só pioraram a minha condição", contou à AFP. "A pouco e pouco, perdi a capacidade de trabalhar", recorda.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.