"Em Puiflijk, no município de Druten, a gripe aviária (H5) foi detectada num aviário de aves poedeiras", disse o ministério em comunicado. "Trata-se provavelmente de uma variante altamente patogénica da gripe aviária", precisou.

Todas as aves do aviário, que tem cerca de 100 mil, serão abatidas para evitar a propagação do vírus, assim como as de uma quinta localizada num raio de um quilómetro, que tem 115 mil aves.

A ministra holandesa da Agricultura, Carola Schouten, proibiu o transporte de aves, ovos, esterco e chorume numa área de dez quilómetros ao redor do aviário, de acordo com o comunicado.

Cerca de 35,7 mil aves já foram abatidas no final de outubro numa quinta localizada a poucos quilómetros de Puiflijk.

Schouten impôs confinamento preventivo a 23 de outubro para todas as quintas comerciais na Holanda depois de o vírus aviário altamente patogénico H5N8 ser detectado em dois cisnes, o que levou França a intensificar as suas medidas de prevenção.

As autoridades francesas declararam esta quinta-feira 45 departamentos em "alto" risco de introdução da gripe aviária por aves migratórias, forçando em particular o confinamento das aves, na esperança de evitar o retorno desta doença terrível para a criação.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.