A fusão dos centros hospitalares de Torres Vedras e das Caldas da Rainha, que inclui unidades de Peniche e Alcobaça, começa a 1 de outubro, estipula uma portaria publicada hoje em Diário da República.

De acordo com o documento, o novo Centro Hospitalar do Oeste (CHO), resultante da fusão e extinção do Centro Hospitalar Oeste Norte, sediado nas Caldas da Rainha, e do Centro Hospitalar de Torres Vedras, entra em vigor no primeiro dia do mês seguinte ao da publicação.

A portaria estipula que o novo centro hospitalar terá sede nas Caldas da Rainha, não indicando os elementos que compõem a futura administração.

A fusão dos dois centros hospitalares resulta de uma proposta da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) com vista à reorganização dos cuidados de saúde na região Oeste de Lisboa.

A ARSLVT propunha a repartição de valências entre os vários hospitais que vão integrar o novo centro hospitalar. A portaria não define quais as valências que ficarão em cada hospital, referindo apenas que se pretende a "centralização e fusão dos serviços administrativos e de apoio às áreas clínicas, a concentração de especialidades médicas e cirúrgicas e a racionalização dos custos".

O documento refere a necessidade de concentrar serviços, recorrendo a "medidas de reorganização hospitalar que permitam uma maior rentabilidade e eficiência na prestação de cuidados de saúde à população e uma maior sustentabilidade financeira do Serviço Nacional de Saúde".

Com esta fusão, prevê-se uma redução da despesa pública até aos 20 milhões de euros.

Questionada pela Lusa, a ARSLVT assegurou que "não haverá dispensa de trabalhadores" dos quadros hospitalares, uma vez que "não se prevê uma redução de serviços, mas sim a sua reorganização".

A fusão das administrações hospitalares numa única consta da reestruturação prevista para esta região, cujas restantes medidas vão ser implementadas pela nova administração, "no prazo que se revelar necessário", esclarece a ARSLVT.

A região Oeste é servida pelo Centro Hospitalar Oeste Norte (Caldas da Rainha), que abrange 176 mil habitantes dos concelhos de Alcobaça, Bombarral, Caldas da Rainha, Nazaré, Óbidos e Peniche, e pelo Centro Hospitalar de Torres Vedras, que serve 172 mil residentes do Cadaval, Lourinhã, Torres Vedras e parte do concelho de Mafra.

12 de setembro de 2012

@Lusa 

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.