Um grupo de estudantes da engenharia física da Universidade de Coimbra (UC) promove, esta segunda-feira, uma ação de sensibilização para os problemas diários dos cegos e amblíopes, que inclui um jantar de olhos tapados.

Em declarações à agência Lusa, Joana Melo, da organização, disse que ainda existem situações que dificultam o dia-a-dia dos invisuais na cidade de Coimbra para que importa chamar a atenção, embora já se "tenham feito muitas coisas, que foram reconhecidas com a atribuição da Bandeira de Ouro da Mobilidade".

A iniciativa, designada "Por Coimbra às cegas", tem início às 15h00 com uma sessão de trabalho sobre técnicas de guia, no átrio da Faculdade de Engenharia, intitulada "Oficina dos sentidos", e encerra com um jantar, às 20h00, nas Cantinas Amarelas, em que os cerca de 25 participantes vão comer e executar algumas tarefas de olhos vendados.

"O que nós pretendemos é sensibilizar a população para os obstáculos que os cegos e amblíopes têm de ultrapassar diariamente e aproximá-la dessa realidade", sublinhou Joana Melo, salientando que as atividades pretendem assinalar o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

Os organizadores pretendem ainda discutir se "as cidades, as escolas, os transportes públicos, entre outros, estão adequadas às necessidades dos deficientes visuais, e se a sociedade está disponível para lidar, sem preconceitos, com os portadores de deficiência visual".

A iniciativa conta com a parceria dos Serviços de Ação Social e de Apoio a Estudantes com Necessidades de Educação Especiais da UC, Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO) e Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra.

3 de dezembro de 2012

@Lusa

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.